Total de visualizações de página

sábado, 30 de abril de 2011

Fusão de JBS e Bertin é condicionada pela Seae

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) irá fiscalizar, a pedido da Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), irá condicionar a venda de unidades de abate da JBS-Friboi ou da Bertin em Minas Gerais e Goiás para que a fusão dos frigoríficos seja aprovada.

A compra da Bertin pela JBS-Friboi foi anunciada em setembro do ano passado e criou a maior companhia de processamento de carne do mundo. O negócio foi submetido ao órgão de defesa da concorrência devido ao elevado nível de concentração de mercado.

Em nota divulgada ontem, a Secretaria de Acompanhamento Econômico ressaltou que a concentração de mercado gerada em relação ao abate e á carne "in natura" pode ameaçar a concorrência nos dois Estados.

“A Seae identificou a possibilidade de exercício unilateral de poder de mercado em decorrência das sobreposições geradas. Nos dois Estados o exercício de poder de mercado foi considerado provável, uma vez que as eventuais entradas de novos concorrentes não parecem ser suficientes e que a operação prejudicou as condições de rivalidade preenxistentes”, afirmou.

A secretaria ainda recomenda que as unidades de abate que correspondam pelo menos ao tamanho do negócio da Bertin nos dois estado sejam vendidas.

O processo de realização das instruções é feito pela secretaria que envia uma recomendação ao Cade. O conselho por sua vez julga as operações e pode optar por seguir ou não as recomendações da secretaria.

Fusão

A JBS-Friboi anunciou, em setembro do ano passado, a fusão com a principal rival brasileira Bertin, e, com isso, criou a maior companhia do setor de carnes do mundo. Com a fusão, a Bertin terá 40% e a JBS 60% da nova empresa. No mesmo dia o grupo anunciou a compra da empresa norte-americana Pilgrim’s Pride, que atua no setor de aves.

Dessa forma, a JBS-Friboi, tornou-se a maior processadora de carne bovina do mundo. Juntos, eles passaram, logo após a fusão, a uma capacidade diária de abate de 90 mil cabeças de bovinos.
 
Fonte: A Tribuna News/Luciana Recio

Anuncios MD webmarketing - sua agência de publicidades digital:

Nenhum comentário:

Postar um comentário