Total de visualizações de página

domingo, 24 de abril de 2011

Japonês “apaga” o lendário Royce Gracie, que se revolta; veja

Japonês “apaga” o lendário Royce Gracie, que se revolta; veja

Em 2000, o campeão olímpico Hidehiko Yoshida contou com a ajuda do juiz para vencer

Do R7

Publicidade

Depois de anunciar sua volta ao MMA em 2000, Royce Gracie, responsável pela popularização do esporte ao vencer as primeiras edições do UFC, realizou apenas duas luta e se afastou por mais três anos das competições.

Acompanhe a página de MMA do R7

O novo retorno do brasileiro ocorreu no Japão, em combate contra o ídolo local Hidehiko Yoshida – campeão olímpico de judô em 1992 – nas regras do jiu-jitsu, arte dominada pela família Gracie.

Jogando no limite da regra, o japonês se aproveitou de uma posição de vantagem, quando jogava por cima, para simular uma tentativa de finalização e avisar o árbitro de que o brasileiro havia desmaiado.

Para delírio dos torcedores presentes, o juiz aceitou a encenação e paralisou o combate, declarando vitória de Yoshida (aquele mesmo que quebrou o braço ao perder para Carlos Honorato nas Olimpíadas de 2000).

Royce se revoltou com a decisão do juiz e gritou para o adversário, numa tentativa de fazer a arbitragem voltar atrás na decisão. Em inglês, o brasileiro se desesperava.

- You know, you know... (você sabe)

Acompanhe a luta completa:

Nenhum comentário:

Postar um comentário