Total de visualizações de página

sábado, 16 de abril de 2011

Petróleo sobe a US$ 109,66 puxado por dados dos EUA

NOVA YORK - Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em alta, após indicadores divulgados nos EUA sugerirem que os consumidores estão mais otimistas em relação à economia e que a produção industrial no país ganhou força.

O preço do contrato do petróleo para maio negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) subiu US$ 1,55, ou 1,43%, para US$ 109,66 por barril, mas caiu 2,74% na semana. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para junho avançou US$ 1,45, ou 1,18%, para US$ 123,45 por barril, mas recuou 2,52% na semana.

A Universidade de Michigan divulgou que seu índice preliminar de sentimento do consumidor dos EUA subiu para 69,6 em abril, de 67,5 em março, resultado que superou as estimativas de analistas, de alta para 68,0. Além disso, o banco central americano informou que produção industrial cresceu 0,8% em março na comparação com fevereiro, acompanhada por um aumento no uso da capacidade para 77,4%, de 76,9%.

Os dados ajudaram a afastar os receios de que os preços elevados dos combustíveis estariam prejudicando a recuperação da economia. "É uma combinação dos dados que recebemos com cobertura de posições vendidas", disse o corretor Rich Ilczyszyn, da Lind Waldock. Ele acrescentou que os eventos nos países árabes deixaram os investidores com receio de manter suas posições durante o final de semana.

Analistas acreditam que os confrontos na Líbia e as tensões na Nigéria estão garantindo suporte para os preços do petróleo e que operadores retiraram dinheiro do mercado por causa da eleição presidencial na Nigéria, que deve ocorrer no sábado em meio a um surto de violência no país. As informações são da Dow Jones.

Nenhum comentário:

Postar um comentário