Total de visualizações de página

domingo, 22 de maio de 2011

Classe C puxa aumento da demanda

Daniela Amorim

Rio (AE) - O consumo de petróleo no Brasil saltará dos atuais dois milhões de barris diários para mais de três milhões de barris em 10 anos, segundo o presidente da BR Distribuidora, José Lima de Andrade Neto. Mas a demanda por combustíveis já vem aumentando no País, puxada, entre outros fatores, pela expansão da classe C.


júnior santosOs campos em produção no mundo totalizam 86 milhões de barris/diaOs campos em produção no mundo totalizam 86 milhões de barris/dia
“Tem uma curiosidade no mercado brasileiro. No passado, enquanto o PIB crescia 4%, o consumo de combustíveis aumentava 2%, 2,5%. Nos últimos anos, enquanto o PIB cresceu 4,5%, o consumo de combustíveis avançou 7%. Houve uma mudança, o consumo de combustíveis crescendo mais rápido que o PIB.”

O presidente da BR Distribuidora chamou a atenção para o fato de os campos de petróleo atualmente em produção no mundo totalizarem em torno de 86 milhões de barris por dia, mas com um declínio de 5% ao ano. O mundo precisaria de mais petróleo para compensar essa queda e ainda atender a uma demanda maior pelo combustível, que pode chegar a 100 milhões de barris em torno de 2020.

Segundo Lima, o Brasil, que ao longo da sua história foi um importador de petróleo, pode se beneficiar desse mercado com as descobertas do pré-sal, passando a ser visto no cenário internacional como um potencial fornecedor de energia. “Com uma vantagem, um fornecedor confiável, um fornecedor com uma democracia estabelecida, sem crises políticas”, avaliou Lima. 

PRODUÇÃO

A produção de petróleo e gás da Petrobras em abril, no Brasil, foi de 2.345.989 barris de óleo equivalente por dia (boe/d). Devido a paradas programadas para manutenção em plataformas da Bacia de Campos este volume manteve-se nos mesmos níveis de abril de 2010 e ficou 1,3% abaixo da produção obtida em março deste ano. A produção de gás natural em abril foi de 54 milhões 464 mil metros cúbicos, indicando um aumento de 5,7% em relação a abril de 2010.

A produção exclusiva de petróleo nos campos nacionais chegou a 2.003.420 barris diários, ficando 1,4% abaixo da produção do mesmo mês do ano passado e foi 1,8% menor que o volume extraído no último mês de março, refletindo a parada programada de plataformas na Bacia de Campos.

O volume de petróleo e gás natural dos campos situados nos países onde a companhia atua no exterior chegou a 219.702 barris de óleo equivalente diários (boed) em abril. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário