Total de visualizações de página

domingo, 22 de maio de 2011

Licitação vai reduzir frota de ônibus à metade

Prevista para ser lançada dentro de três semanas, a licitação para a concessão de serviços de transporte coletivo em Niterói deve, com um atraso de dois anos, tirar do papel o Plano Municipal de Transportes e Trânsito, apresentado em 2009 pelo prefeito Jorge Roberto Silveira e o arquiteto Jaime Lerner. Além da aguardada construção de corredores exclusivos para ônibus, os BRTs, uma das principais mudanças será a redução do número de ônibus nas ruas, com a extinção de linhas. 
O projeto prevê que a frota de aproximadamente 600 ônibus que integram o sistema municipal deverá ser reduzida pela metade. Com isso, 13 linhas serão extintas ou absorvidas por outras, enquanto outras 14 terão itinerários alterados.

Segundo a prefeitura, o novo sistema será implantado em até dois anos após a realização da licitação. Embora preveja a redução dos veículos em circulação, um dos principais objetivos do plano é a ampliação da capacidade de passageiros transportados. A criação de nove linhas operadas por veículos articulados (BRTs), com capacidade de 150 passageiros cada, é uma das apostas. Os BRTs farão ligação entre cinco terminais na cidade — o João Goulart, no Centro, e outros quatro prometidos para Charitas, Piratininga, Largo da Batalha e Caramujo. A expectativa é transportar mais de 137 mil pessoas por dia. 
O superintendente do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, Márcio Barbosa, afirma que as empresas da região já estão se estruturando para o processo de licitação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário