Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Plástico verde da Braskem recebe certificação da Vinçotte

Certificado traz validação internacional para um dos principais atributos do polietileno verde: seu conteúdo renovável.
O plástico verde da Braskem [www.braskem.com.br] acaba de receber da instituição Vinçotte a certificação máxima para produtos de conteúdo renovável. A certificadora belga é uma das principais referências no mundo neste tipo de avaliação.
Foram avaliadas amostras das famílias de PEAD (Polietileno de alta Densidade) e PEBDL (Polietileno de Baixa Densidade Linear) e, ao final, toda a linha de PE Verde recebeu a classificação máxima conferida pela Vinçotte, de quatro estrelas. O PE Verde da Braskem passa então a poder utilizar o selo ‘Ok Biobased’, identificação internacional concedida pela certificadora para produtos de fonte comprovadamente renovável.
Para a Braskem, a certificação confirma o reconhecimento internacional em relação ao conteúdo renovável do PE Verde, com reforço de credibilidade para o mercado e de criação de valor no relacionamento com os Clientes.
O plástico verde começou a ser produzido em escala industrial em setembro de 2010 com a inauguração da fábrica de sua matéria-prima, o eteno derivado de etanol, em Triunfo – RS. O PE Verde foi desenvolvido pela Braskem com o objetivo de ser totalmente reciclável e reutilizável, como os plásticos tradicionais, e capturar CO2 durante seu ciclo de produção, ajudando na redução de emissões dos gases do efeito estufa. Para cada tonelada de resina produzida, são capturadas até 2,5 toneladas de CO2 da atmosfera.
A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Com 31 plantas industriais distribuídas pelo Brasil e Estados Unidos, a empresa produz anualmente mais de 15 milhões de toneladas de resinas termoplásticas e outros produtos petroquímicos.| MaxPR

Nenhum comentário:

Postar um comentário