Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ABECS DIVULGA NÚMEROS DO SETOR DE CARTÕES

portal Executivos Financeiros 07/06/2011

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, a Abecs, divulgou os números do setor de meios eletrônicos de pagamento no primeiro trimestre de 2011. Os dados mostram que o mercado de cartões acompanhou o crescimento da economia brasileira. Seguindo nesse sentido, finalizou o trimestre com crescimento acima do previsto no final de 2010. 

O setor fechou o primeiro trimestre de 2011 com faturamento de R$ 145,2 bilhões, sendo R$ 83,7 bilhões em cartões de crédito - o que representa um aumento de 23% em relação ao mesmo período no ano passado. Essa evolução no faturamento foi motivada pelo aumento dos gastos de brasileiros no exterior. 

Cartões de Débito

O crescimento dos cartões de crédito no primeiro trimestre foi de 32%, frente o mesmo período no ano passado. Já os cartões de débito apresentaram faturamento de R$ 43,3 bilhões, com crescimento acima da média, 25%. Dentro desse universo, os cartões private label responderam por R$ 18,2 bilhões, 21% de aumento. As transações também cresceram, em uma média de 17% em relação ao mesmo período em 2010, reflexo do aumento do ticket médio. 

Parcelamento

“Apesar das medidas do governo, de elevar juros e conter um pouco o crédito, o consumo das famílias ainda se encontra aquecido, visto que, por enquanto, os efeitos dessas medidas ainda não sentidos”, avalia o presidente da Abecs, Claudio Yamaguti. 

Na avaliação do uso do parcelamento pelos consumidores, principal vantagem percebida pelos portadores dos cartões de crédito, o crescimento manteve-se estável, alcançando 48% de participação no total faturado com esse tipo de cartão. 

“O ticket médio dessa modalidade é quatro vezes maior do que nas compras da modalidade à vista, indicando, ainda, preferência do portador pelo parcelado quando a compra é de alto valor, o que não reflete as medidas de controle inflacionário”, destaca Yamaguti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário