Total de visualizações de página

terça-feira, 28 de junho de 2011

Clientes reclamam de postos de combustível que cobram mais para receber no cartão em MS Ana Brito

O consumidor precisa ficar atento na hora de abastecer nos postos de combustíveis de Campo Grande, principalmente se optar por fazer o pagamento através do cartão do crédito. O alerta é da Superintendência para Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON/MS).
O cuidado deve ser tomado principalmente porque alguns estabelecimentos estão cobrando de forma diferenciada o preço do combustível no pagamento em dinheiro e em cartão. A ação é irregular e o consumidor deve denunciar estes postos.
Ana Brito
Postos de combustíveis não podem cobrar preços diferentes de quem paga com cartões
O valor das compras deve ser o mesmo indiferente da forma de pagamento escolhida e, além disso, segundo Alexandre Resende, coordenador da entidade, os postos são obrigados a aceitar o cartão de crédito nos pagamentos à vista, com pagamento no dia do vencimento do cartão. Além disso, a empresa não pode estipular um valor mínimo nestas transações.
Nos postos, grande parte dos clientes não sabem das regras e nem como como proceder caso presencie as irregularidades.
Para Joderly Dias, advogado, o certo é não ser cobrado a mais quando utilizar o cartão de crédito já que a opção oferece mais segurança para o consumidor e principalmente para a empresa.
Já Emerson Coelho, administrador, ressalta que é um absurdo os postos estabeleceram valores mínimos de compra.
Outra reclamação é de que alguns postos em Campo Grande, para diminuir os preços, deixam de aceitar o pagamento pelos cartões de crédito e débito.
Alouisyo Coutinho, proprietário de um posto localizado na Avenida Fernando Corrêa, admite que, ao cortar as vendas com cartão de crédito, economiza em cada pagamento pelo dispositivo cerca de 5%, que deixa de ser repassado para a operadora do cartão, e com isso consegue baixar o preço do produto para alavancar as vendas.
 Os consumidores lesados e que desejam fazer uma denúncia ao PROCON devem ligar no Disque Denúncia 151.

Nenhum comentário:

Postar um comentário