Total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Rumo Logística apresenta projeto de negócio de R$ 1,3 bilhão

A Rumo Logísticaempresa  do grupo Cosan que é o maior player de logística do mundo em exportação de açúcar e grãos, apresentou hoje em evento em Sumaré o seu projeto de investimentos de R$ 1,3 bilhão que potencializará sua prestação de serviço logístico e mudará o modal de transporte de açúcar produzido na região Centro-Sul paulista ao Porto de Santos de rodoviário para ferroviário.
Com capacidade de recebimento e escoamento de 1 milhão de toneladas ao mês, o projeto está em linha com o Plano Diretor de Desenvolvimento de Transportes (PDDT) do Governo do Estado de São Paulo e tem por objetivo transportar 11 milhões de toneladas de açúcar/ano por ferrovia até 2013. Hoje também foi anunciado o início das obras do terminal de Itirapina (SP). Localizado estrategicamente em um ponto que atende todas as linhas ferroviárias existentes na região, o investimento de R$ 200 milhões em Itirapina colocará o terminal na vanguarda tecnológica do setor: será equipado com sistemas especiais para que o produto transportado mantenha seu padrão de qualidade, seus armazéns contarão com técnicas de controle de pragas e de temperatura interna, além de mecanismos de proteção do produto estocado para que as perdas por dissolução ou por dispersão aérea sejam minimizadas. Com a migração do modal de transporte de açúcar, estima-se uma redução no número de viagens de caminhões nas rodovias paulistas, o que diminuirá a emissão de CO2 na atmosfera e colaborará com a melhor conservação das estradas estaduais. “O início das obras do Terminal de Itirapina, integrado a todas as ações da Rumo que estão em curso, mostram nosso compromisso tanto com a eficiência logística como com a melhoria das condições de vida da população” diz Julio Fontana, presidente da Rumo Logística. “Com a reversão de modais, estimamos retirar até 30 mil caminhões das estradas por mês, o que diminuirá consideravelmente a emissão de CO2”, conclui o executivo.Além de aquecer sensivelmente a economia do município de Itirapina e dos outros locais nas quais a Rumo está inserida, as iniciativas da companhia estão alinhadas ainda com a Política Estadual de Mudanças Climáticas de São Paulo, que prevê a redução de 20% das emissões de gás carbônico no estado até 2020. “Juntos, trabalharemos para que o Estado de São Paulo tenha cada vez mais soluções logísticas de alto valor agregado, operando de maneira sustentável, eficiente e rentável”, acrescenta Marcos Lutz, presidente da Cosan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário