Total de visualizações de página

domingo, 24 de julho de 2011

CVM investiga "possíveis irregularidades" na Mundial

RIO - As ações da Mundial, fabricante de alicates e tesouras de unha, talheres e bombas hidráulicas, passaram de um papel com valor baixo a um com movimentação diária comparada às bluechips em poucos meses, amargam agora os efeitos de serem investigadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A autarquia informou estar acompanhando as oscilações de preço e volume das ações desde abril, quando a "negociação com esses papéis atingiu grandes proporções". 
O acompanhamento das negociações deu início à apuração de possíveis irregularidades, que se encontrariam em curso neste momento e que poderá, "uma vez caracterizada a prática de qualquer ilícito contra o mercado de capitais, ensejar acusação e aplicação de penalidades administrativas a todos os responsáveis". 
Devido às investigações, as ações preferenciais da Mundial, que chegaram a subir 2.820% neste ano, a um valor máximo de R$ 5,24, tiveram queda de 63,68% nesta sexta-feira, tendo fechado a R$ 0,69. As ações ordinárias, que chegaram a subir R$ 1.662% no ano, recuaram 76,38% nesta sexta-feira, a R$ 0,94. 
A CVM ressaltou inclusive que a negociação dos papéis teve "volume superior, inclusive, à quantidade de ações preferenciais emitidas pela companhia em um único pregão".

Diante da investigação por parte da CVM, diversos gestores de recursos afirmaram que os papéis deveriam ter sido retirados de negociação no mercado, o que não aconteceu. A autarquia não comentou o assunto. 
(Juliana Ennes | Valor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário