Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Se fossem um país, SP seria Polônia e RJ, Cingapura


A revista "The Economist" comparou o PIB de estados brasileiros com o de outros países do mundo. Veja o resultado

Por Época NEGÓCIOS Online
Brasil ultrapassou a Itália e conquistou neste ano o posto de 7ª maior economia do mundo. O crescimento tem feito com que os olhos estrangeiros estejam cada vez mais atentos ao país. O jornal britânico Financial Times, por exemplo, fez uma série de elogios recentemente ao governo e à política econômica adotada, mas destaca como um dos desafios "a administração de todo esse sucesso".
Enquanto se festeja o crescimento econômico, a desigualdade social continua sendo um grande problema para o país. Para constatar essa realidade, a “The Economist” produziu um infográfico com dados de 2008 comparando os estados brasileiros com outros países do mundo. A análise foi feita baseada em três variáveis: PIB (Produto Interno Bruto), PIB per capita (ou “por pessoa") e população.
São Paulo, por exemplo, o estado mais rico, tem um PIB de US$ 546,7 bilhões, equivalente ao da Polônia. JáRoraima, o mais pobre, tem um PIB de US$ 2,7 bilhões, menor do que o da Suazilândia (US$ 2,8 bilhões), um pequeno país da África.
No PIB per capita, São Paulo também é equivalente à Polônia. As regiões só diferem em população. Neste quesito, o estado brasileiro é mais similar à Argentina.
Já o Rio de Janeiro, tem o PIB de Cingapura, e um PIB per capita mais parecido com a Rússia. Considerando a população, o estado carioca tem quase o mesmo número de habitantes que o Cazaquistão.
Outra comparação interessante foi feita com Alagoas. O estado tem um PIB per capita de US$ 3,395, equivalente ao da China. Neste mesmo quesito, o Rio Grande do Sul pode ser comparado ao Gabão, um país que tem muito de sua receita proveniente do petróleo, com um subsolo rico. A renda por pessoa no estado brasileiro é de US$ 10,018, um pouco acima do país africano, de US$ 9,993.
LEIA MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário