Total de visualizações de página

domingo, 27 de março de 2011

Vídeo: 2 fantásticas lições da selva sobre marketing

Apesar de conhecer esses vídeos faz tempo, ainda não tinha analisado suas reais aplicações para o mundo do empreendedorismo.

Basicamente eles mostram de forma muito bem humorada o que pode acontecer caso você tenha boas estratégias de marketing.

Primeiro recomendo assistir os vídeos, depois dá uma conferida lá em baixo na análise sobre eles.

(Link para o vídeo no Youtube)

(Link para o vídeo no Youtube)

Lição 1
Não é questão de ser mais forte ou conhecer bem o ambiente, quem é mais rápido vence.

Lição 2
Cultivar uma boa reputação não é fácil. Mas depois que isso acontece, seus clientes virão até você.

Conclusão
Fica então a reflexão: você acha que essas lições da selva se aplicam ao seu mercado?

Se sim, o que você tem feito para aumentar sua agilidade e construir sua reputação? Se não, tem certeza disso?

Modelo de demonstração de projeto inovador

No início de 2009, fizemos uma pesquisa de quais eram as redes sociais que haviam se destacado no Brasil além do Orkut. Uma das mais legais que achamos foi o ebaH, que é basicamente uma rede social para compartilhar material de estudo.

Recentemente descobri um vídeo que eles usavam para explicar o sistema no início da empresa e tirei algumas lições dele.


(Link para o vídeo no Youtube)

Mostre de forma clara o problema que você resolve
Além do estilo “retrô” do início do vídeo, eles conseguiram mostrar qual problema eles resolvem de forma sensacional. Todo mundo que já sofreu com Xerox na faculdade sabe muito bem que aquilo é a mais pura verdade.

Muitas empresas seguem o caminho inverso, primeiro pensam em uma solução genial, só depois analisam se isso resolve um problema. A questão é: por que catzo alguém iria querer usar um produto que não resolve nenhum problema?

Demonstre como seu produto resolve o problema de forma inovadora
O primeiro passo é mostrar que existe um problema, também conhecido como demanda de mercado. Depois disso, o próximo passo é mostrar como seu produto resolve o problema de forma mais rápida, barata ou divertida que as soluções existentes atualmente.

Através de demonstrações das funcionalidades, eles conseguem mostrar quais as vantagens de usar o ebaH ao invés de simplesmente compartilhar Xerox e caçar na internet material.

Tenha dados reais, de pessoas reais, que estão dispostas a pagar dinheiro real pelo seu produto
Normalmente planos de negócios possuem dados mostrando que o mercado é gigantesco, que 11 em cada 10 especialistas falam que esse setor é o futuro, etc. Porém, esses números não significam absolutamente nada até que você tenha pessoas reais usando seu produto.

Especificamente no caso do ebaH, eles trabalham com um modelo de negócios baseado em publicidade, o que necessita uma grande quantidade de usuários. Mostrar um bom número de usuários nos primeiros meses no ar é muito mais convincente do que toneladas de dados de mercado.

Não enrole para começar a apresentar seu projeto
No caso do vídeo, eles já tinham o sistema no ar e puderam fazer um vídeo muito bacana. Porém, se sua ideia ainda está no começo, não tem problema.

Quando começamos a apresentar a Empreendemia pra referências da internet brasileira, incluindo o Renato Freitas (fundador do ebaH), não tínhamos dados, clientes, imagens do produto, nada. Porém, simplesmente começamos e apresentamos o nada que tínhamos e as pessoas pararam para nos ouvir. Com isso, conseguimos colher feedbacks e melhorar o projeto rapidamente.

Para ter uma ideia de quão tosco um projeto pode estar e mesmo assim ser apresentado, confira a primeira apresentação do projeto da Empreendemia.

Conclusão
Quanto mais dados reais você tiver, melhor. Mas se só tiver um conceito, mostre muito bem o problema que seu projeto resolve e como ele irá resolvê-lo melhor do que as soluções existentes. Com o tempo você irá melhorar sua apresentação do projeto, o importante é começar cedo e evoluir rápido.

As 3 coisas que realmente motivam as pessoas

Existe um grande motivo pelo qual eu decidi abrir a Empreendemia ao invés de seguir numa carreira de executivo: empreender me motiva infinitamente mais do que qualquer outra opção profissional.

Inclusive, pessoas adoram elogiar a coragem do empreendedor, mas na verdade é simplesmente uma questão de não conseguir fazer outra coisa todos os dias.

Através de uma sugestão do nosso leitor Rafael Borovik, empreendedor da Klaxus, conheci um vídeo que dá uma base científica muito interessante sobre o que realmente motiva as pessoas.

Motivação é fundamental para o dia-a-dia do empreendedor

Motivação é fundamental para o dia-a-dia do empreendedor

Dinheiro é um fator motivante, mas nem sempre
Existem basicamente 2 tipos de atividade, as que envolvem a lógica e as que envolvem a criatividade. Nas que envolvem a lógica e coisas mais palpáveis o dinheiro realmente é um fator motivante. Em atividades criativas o dinheiro prejudica o desempenho.

Se não é dinheiro, o que realmente motiva as pessoas?
Se você quer estimular a motivação em uma área que envolva criatividade e inovação, ou seja, empreendedorismo, entenda os 3 fatores essenciais para que a motivação coma solta.

Autonomia
Pessoas criativas gostam de ser donas do próprio nariz. Apesar de autonomia não significa fazer o que quiser, o sentimento de ter espaço para gerar novas ideias é fundamental. Ninguém consegue produzir algo realmente inovador cheio de barreiras ao redor.

Maestria
Quem quer fazer um trabalho grandioso adora olhar para ele e falar “Caramba, eu sou sinistro hein?”. Lembrando que para alcançar a maestria são necessárias MUITAS horas de prática. Veja mais em Para fazer coisas extraordinárias, é preciso treinar extraordinariamente.

Propósito
Quantas vezes você já parou no meio de uma atividade e pensou “Por que %@$ eu estou fazendo isso?”. Motivação vem de ter um motivo para fazer algo. Tendo um propósito grandioso a jornada rumo ao sucesso fica muito mais fácil.

Bacana! Quero saber mais sobre isso
Para aprofundar seu conhecimento sobre os 3 fatores e se tornar o mestre da motivação, não deixe de assistir esse vídeo sensacional. Para ver as legendas em português clique emSubtitles e escolha essa opção.

Existe outra versão do vídeo, com o mesmo áudio mas com uma animação muito bacana,confira.

Conclusão
Apesar desses fatores motivarem todas as pessoas, algumas simplesmente não estão dispostas a fugir da estabilidade financeira para correr atrás disso. Se você quer criar uma empresa inovadora que vai longe, esse não é o tipo de pessoa que você quer na sua empresa.

Um ótimo exemplo de empresa guiada por um propósito é a Zappos, que foi de 0 a 1 bilhão de dolares de faturamento em 10 anos. Confira nossa entrevista com o CEO da Zappos.

E você, que acha desses 3 fatores? Consegue enxergar como cada um deles influencia o dia-a-dia do empreendedor?

Vídeo: Como ganhar dinheiro na internet

Uma coisa muito comum que pensamos ao usar a internet para empreender é “Vou fazer um site, ele vai ter zilhões de visitas que vão clicar em meus banners e eu vou ficar rico!”. Por sinal, eu já tive esse pensamento.

Como ganhar dinheiro na internet

A grande questão é que exceto quando você tem uma visitação realmente cavalar, o que é MUITO difícil de acontecer, provavelmente sua renda com anúncios através de sistemas como Google AdSense e boo-box vai dar pra pagar um lanche e olhe lá.

No vídeo a seguir, Caio Marino do Morumbi.net dá algumas dicas de como montar uma empresa que trabalha com publicidade online de uma forma muito mais eficiente do que através de redes de anúncios.

Tenha um público de entusiastas
A parte mais legal da entrevista é quando ele fala “Todo veículo de bairro que eu conhecia ficava falando sobre notícias do mundo. Se eu quiser ler sobre Obama eu vou no Uol, não no veículo de bairro!”.

Isso é fundamental! Se você quer uma boa presença online, tenha um público específico e faça esse público muito feliz. Esqueça o público de massa e foque em conquistar verdadeiros entusiastas.

Conquiste credibilidade com sua comunidade
O Morubi.net levou alguns anos até alcançar o status de referência no bairro, isso não é fácil. Porém, esse status torna tudo mais fácil hoje em dia, já que as pessoas sabem que se está no Morumbi.net, é relevante para o bairro.

Crie um modelo de negócios que se adequa a sua realidade
Repare que Caio não simplesmente esperou que magicamente os anúncios do AdSense fizessem chover dinheiro em sua conta, ele tem um contato muito próximo com os estabelecimentos do bairro e essa venda direta é a melhor forma de ganhar mais do que alguns centavos.

Pra dar uma base de comparação, em um ano e meio nós ganhamos cerca de R$400 com anúncios. Nosso livro sobre desenvolvimento de produtos já gerou mais de R$800 em 2 meses e continua vendendo. Aliás, você já comprou o seu?

Assista a entrevista do Caio
O problema de resumos é que eles passam a impressão de que você já sabe o suficiente sobre o tema, o que nem sempre é verdade. O vídeo é bastante longo, então se você realmente pretende trabalhar nessa área, reserve um tempo para isso e assista-o até o fim.

Como viciado em conteúdo sobre marketing digital, digo: essa é a melhor entrevista sobre como ganhar dinheiro na internet brasileira que eu já vi. Recomendo!

Alma do Negócio 44 – Publicidade na Internet (Case de Sucesso Morumbi.net) – Caio Marino

Aproveitando, confira mais algumas entrevistas muito bacanas no Programa Alma do Negócio.

Caso de empreendedorismo no Brasil: Chilli Beans

Uma coisa eu sempre soube, a Chilli Beans é uma empresa sensacional. O que eu não sabia é que ela foi construída do nada por um moleque (assim como eu) e que sua história tem tantas lições bacanas para quem quer criar uma empresa marcante.

Chilli Beans

Mais do que um objeto de consumo, uma experiência

Nessa entrevista ao programa Fiz do Zero, Caito Maia conta o processo de criação da empresa e quais as principais lições aprendidas no processo.

(Link para o vídeo no Youtube)

O empreendedor enxerga oportunidades no seu dia-a-dia
Várias vezes eu fico pensando “O que leva alguém a produzir uma empresa de cabides? Não me parece ser uma mega oportunidade que alguém teria o momento Eureka, mas existe a demanda e alguém se dá muito bem nesse setor”.

Na prática, não importa muito quais são as tendências de mercado e oportunidades de coisas que não estão relacionadas ao seu dia-a-dia. Tanto para óculos quando para cabides, o empreendedor encontrou a oportunidade através da prática ao invés de filosofar sobre quais eram os mercados mais aquecidos de acordo com a Times Magazine.

Seu produto é mais do que o seu produto
Ao pensar só no produto, é difícil encontrar o valor intangível da experiência, que é normalmente o fator pelo qual as pessoas estão dispostas a pagar caro.

É simplesmente sensacional a percepção de Caito sobre o óculos não servir simplesmente para proteger do sol e sim para aumentar a auto-estima das pessoas.

Fluxo de caixa = Chuck Norris das ferramentas gerenciais
Uma coisa muito comum no pensamento empreendedor é “Quanto mais eu vender, melhor. Vou fazer o maior número possível de vendas e até eu dou um jeito de pagar as contas.”. O caso de Caito mostra bem onde como esse pensamento pode levar a falência.

Seus funcionários e as empresas que te dão luz, telefone e água não aceitam pagamento no formato “assim que meu cliente me pagar eu te pago”, eles precisam receber agora, em dinheiro. Dê um jeito de ter dinheiro para pagar suas contas ao invés de depender de vendas que talvez, um dia, possivelmente, possuem a probabilidade de cair na sua conta bancária.

Não custa nada bater mais uma vez nessa tecla: MUITO CUIDADO COM SEU FLUXO DE CAIXA.

Conheça muito bem o seu setor
A experiência que Caito teve com o Mercado Mundo Mix foi fundamental pra ele deixar de ser só um moleque empolgado e se tornar uma verdadeira referência no seu mercado.

Se você quer sair do seu aquário e ir pro oceano, estar presente nos eventos e manter o contato direto com seu cliente é obrigatório.

Espere, ainda tem mais
Além dos aspectos abordados nessa parte do programa, recomendo muito fortemente que você assista a parte 2 e a parte 3. Nas outras partes Caito fala sobre a importância de contratar as pessoas certas, como criar uma cultura empresarial que mantenha essas pessoas e como planejar as melhores formas de produção e distribuição do seu produto.

É uma verdadeira aula sobre empreendedorismo e marketing. Recomendo demais.

Vídeo: Se você cair, levante!

Mandado pelo meu amigo Francisco Gabas, o vídeo a seguir mostra de forma emocionante a importância de ficar em pé e seguir em frente, lição fundamental para qualquer empreendedor.

Vale a pena destacar que além da parte literal do vídeo, o exemplo de Nick Vujicic é simplesmente sensacional. Nascido sem os braços e pernas, ele decidiu seguir em frente e conseguiu se formar na faculdade com bidiplomação e hoje ganha a vida viajando pelo mundo dando palestras motivacionais.

(Link para o vídeo no Youtube)

Aqui no Brasil temos um exemplo similar de perseverança, Flávio Peralta. Depois de perder os 2 braços em um acidente, ele viaja o Brasil dando palestras sobre segurança do trabalho. Vale a pena conferir nossa entrevista com Flávio Peralta.

É interessante também lembrar do que um grande filósofo já falava: “Não importa o quão forte você é. E sim o quão forte a vida te bate e você ainda consegue ficar de pé” (BALBOA, Rocky. 2006).

Fica então a pergunta: e você, o que tem feito para ficar de pé?

Se você nunca falhou, você nunca viveu

Características do empreendedor: Aceitar o risco

Às vezes não é uma boa olhar pra trás

Mais do que perder dinheiro ou se machucar, o ser humano tem um medo gigantesco de ser rejeitado. Não é à toa que estatísticas mostram que as pessoas tem mais medo de falar em público (glossofobia) do que o medo da morte (necrofobia), do medo de aranhas (aracnofobia) e do medo de nunca ser campeão da Libertadores (corinthiansfobia).

Tá bom, eu inventei a última. Mas a grande questão é que o medo da rejeição é de longe o maior fator que impede as pessoas de fazerem coisas grandiosas. Para justificar seu medo, as pessoas inventam diversas desculpinhas como as mostradas na tirinha Os motivos para não empreender.

Porém, se você quer o sucesso, não tem pra onde fugir. Uma hora você irá falhar. O que diferencia as pessoas de sucesso das medianas é a capacidade de falhar e não desistir. Um ótimo exemplo é o vídeo a seguir, que representa muito bem uma frase de Henry Ford:

Não conheço pessoas que falharam. Só conheço pessoas que desistiram


(Link para o vídeo no Youtube)

Como dito no post de Miguel Cavalcanti (onde achei o vídeo), esse é daqueles vídeos que você assiste e fica quieto, pensando.

Fica então a pergunta: e você, o que tem feito para superar o medo e ir em direção ao sucesso?

Conte sua história nos comentários.

Abraços,
Millor Machado (falhando sempre, aprendendo sempre, avançando sempre)

Outro vídeo muito bacana nesse estilo é O poder da iniciativa. Vale a pena conferir!

Quase-cliente não é cliente

Existem 2 frases que ouvimos na infância e infelizmente são muito difíceis de incorporar na vida empreendedora:

  • “Não coloque o carro na frente dos bois”
  • “Não conte com o ovo na barriga da galinha”

No mundo empreendedor uma frase equivalente é “Quase-cliente não é cliente”. Quem já comemorou um cliente e na hora H ele deu pra trás sabe do que estou falando.

Quase-cliente não é cliente

Tá quase lá!

Na prática, isso não quer dizer de forma alguma que o pessimismo valha a pena (otimismo sempre pessoal!). Mas o ponto é que se você não se prepara para o pior, caso algo inesperado aconteça o impacto será MUITO maior do que quando você tem um plano de contingência (nome bonito para “Plano B”).

Ou seja, planeje-se para o melhor mas prepare-se para o pior.

Para estimular a reflexão, segue um vídeo que vi no Rejeitados que representa algo muito comum nas empresas.


(Link para o vídeo no Youtube)

Vendo o vídeo, provavelmente sua opinião sobre o goleiro é “Nossa, deve ser ruim ser ele!”. Justamente por que ele comemorou antes da hora.

Conclusão: Cuide com carinho do seu fluxo de caixa
Seu planejamento financeiro mais importante é aquele que considera o dinheiro que você já tem e as contas que você PRECISA pagar (aluguel, salários, fornecedores, luz, telefone, etc.). Se as contas fecharem, ótimo! Você tem o chamado capital de giro e o que vier é lucro.

Daí, você tem um quase-cliente que trará uma receita suficiente pra que você compre um ar-condicionado (caso real no nosso escritório!). Enquanto esse dinheiro não entrar, é melhor ser quase-dono de um ar-condicionado do que gastar dinheiro que você ainda não tem.

Pra finalizar, fica a filosofia que temos usado:

“Melhor passar calor do que ser um devedor”

O que empreendedores e heróis têm em comum

“Um herói lendário é normalmente o fundador de algo. De uma nova era, uma nova religião, uma nova cidade ou de um novo estilo de vida.

Para fundar algo novo, o herói precisa largar sua vida anterior e partir em uma jornada em prol de uma ideia. Uma ideia inicial que tem o potencial de fazer esse algo novo criar vida”

Joseph Campbell em O Herói de Mil Faces

Todos os grandes heróis, desde Simba até os Smurfs, tem algumas características em comum. O conteúdo da história pode até mudar um pouco, mas a história é sempre a mesma.

E o que isso tem a ver com empreendedorismo?

Apesar de existirem empreendedores de todos os tamanhos, cores, formatos e nacionalidades; a história dos empreendedores de sucesso normalmente têm o mesmo formato. Ainda digo mais! O formato dos casos de empreendedorismo é muito parecido com as histórias de heróis lendários.

Como começar empresa

"Cedo ou tarde você vai perceber, como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho"

Nós nos identificamos com o protagonista
Como dito no artigo Empreender é mais legal, as pessoas se identificam com o empreendedor. Ele é uma pessoa normal, que teve coragem o suficiente pra correr atrás de um sonho.

Se você parar para pensar, todas as histórias de heróis começam mostrando seu dia-a-dia pacato, para que possamos nos identificar com ele.

O chamado
Em algum momento, algum fato marcante acontece, o herói fica muito puto motivado e decide começar sua jornada.

No caso do herói, esse acontecimento normalmente está relacionado a algum vilão aterrorizando pessoas inocentes. Felizmente, para o empreendedor a motivação normalmente é algo mais feliz, criar algo útil que faça do mundo um lugar melhor e pague as contas no final do mês.

Alguns até começam a jornada apenas pelo dinheiro, mas dificilmente chegam muito longe. Para se aprofundar nos motivos para empreender, confira o artigo Empreender é uma arte.

O início da jornada
Para entender esse momento mágico, assista o vídeo a seguir sob a perspectiva de um empreendedor entregando a documentação necessária para o contador dar entrada na criação da empresa.

Vídeo de Matrix

Clique na imagem para ver o vídeo

(Link para o vídeo no Youtube)

O período das vacas magras
Depois de um período fantástico de empolgação, a realidade começa a bater na porta e as dificuldades começam a aparecer. O produto demora mais tempo do que o esperado para ser lançado, a projeção “pessimista” de vendas não é alcançada e os custos são maiores do que o previsto.

Tudo isso é normal na jornada. Todo herói empreendedor passa por isso. É justamente superar essa fase que separa os que têm suas histórias contadas nas próximas gerações dos meros figurantes.

Os companheiros de jornada
Em sua jornada, o herói sempre tem escudeiros, companheiros e mentores que o aparecem no momento em que tudo parece perdido.

É justamente nesse momento em que o empreendedor colherá bons frutos da rede de contatos que é criada desde o começo da jornada. Vale a pena conferir o artigo 7 bons motivos para aumentar sua rede de contatos.

O sucesso
Depois de sofrer por muito tempo, finalmente o herói se depara com uma batalha épica em que ele se tornará o vencedor e será admirado por todos.

No caso do empreendedor, normalmente não acontece só uma batalha épica, mas é claro que depois de certo ponto o empreendimento ganha musculatura o suficiente para andar com as próprias pernas. Nesse momento, o empreendedor completou seu trabalho.

Manter o sucesso também é sem dúvida algo extremamente importante, mas aí já fica pra um próximo capítulo da trilogia.

Kimbo Slice Fight Mix

Kimbo Ray vs Jose & Jorge

Shogun vs. Rampage

Cyborg vs Manhoef

PRIDE HIGHLIGHT - EVANGELISTA CYBORG SANTOS

Fedor Emelianenko Brutal

FUGA DE TRAFICANTES NO BOREL

2008 07 19 Fedor Emelianenko vs Tim Sylvia

O que empreendedores e heróis têm em comum

“Um herói lendário é normalmente o fundador de algo. De uma nova era, uma nova religião, uma nova cidade ou de um novo estilo de vida.

Para fundar algo novo, o herói precisa largar sua vida anterior e partir em uma jornada em prol de uma ideia. Uma ideia inicial que tem o potencial de fazer esse algo novo criar vida”

Joseph Campbell em O Herói de Mil Faces

Todos os grandes heróis, desde Simba até os Smurfs, tem algumas características em comum. O conteúdo da história pode até mudar um pouco, mas a história é sempre a mesma.

E o que isso tem a ver com empreendedorismo?

Apesar de existirem empreendedores de todos os tamanhos, cores, formatos e nacionalidades; a história dos empreendedores de sucesso normalmente têm o mesmo formato. Ainda digo mais! O formato dos casos de empreendedorismo é muito parecido com as histórias de heróis lendários.

Como começar empresa

"Cedo ou tarde você vai perceber, como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho"

Nós nos identificamos com o protagonista
Como dito no artigo Empreender é mais legal, as pessoas se identificam com o empreendedor. Ele é uma pessoa normal, que teve coragem o suficiente pra correr atrás de um sonho.

Se você parar para pensar, todas as histórias de heróis começam mostrando seu dia-a-dia pacato, para que possamos nos identificar com ele.

O chamado
Em algum momento, algum fato marcante acontece, o herói fica muito puto motivado e decide começar sua jornada.

No caso do herói, esse acontecimento normalmente está relacionado a algum vilão aterrorizando pessoas inocentes. Felizmente, para o empreendedor a motivação normalmente é algo mais feliz, criar algo útil que faça do mundo um lugar melhor e pague as contas no final do mês.

Alguns até começam a jornada apenas pelo dinheiro, mas dificilmente chegam muito longe. Para se aprofundar nos motivos para empreender, confira o artigo Empreender é uma arte.

O início da jornada
Para entender esse momento mágico, assista o vídeo a seguir sob a perspectiva de um empreendedor entregando a documentação necessária para o contador dar entrada na criação da empresa.

Vídeo de Matrix

Clique na imagem para ver o vídeo

(Link para o vídeo no Youtube)

O período das vacas magras
Depois de um período fantástico de empolgação, a realidade começa a bater na porta e as dificuldades começam a aparecer. O produto demora mais tempo do que o esperado para ser lançado, a projeção “pessimista” de vendas não é alcançada e os custos são maiores do que o previsto.

Tudo isso é normal na jornada. Todo herói empreendedor passa por isso. É justamente superar essa fase que separa os que têm suas histórias contadas nas próximas gerações dos meros figurantes.

Os companheiros de jornada
Em sua jornada, o herói sempre tem escudeiros, companheiros e mentores que o aparecem no momento em que tudo parece perdido.

É justamente nesse momento em que o empreendedor colherá bons frutos da rede de contatos que é criada desde o começo da jornada. Vale a pena conferir o artigo 7 bons motivos para aumentar sua rede de contatos.

O sucesso
Depois de sofrer por muito tempo, finalmente o herói se depara com uma batalha épica em que ele se tornará o vencedor e será admirado por todos.

No caso do empreendedor, normalmente não acontece só uma batalha épica, mas é claro que depois de certo ponto o empreendimento ganha musculatura o suficiente para andar com as próprias pernas. Nesse momento, o empreendedor completou seu trabalho.

Manter o sucesso também é sem dúvida algo extremamente importante, mas aí já fica pra um próximo capítulo da trilogia.

Black Eyed Peas I gotta feeling on Oprah Chicago

FEDOR x ROGERS

Jose Aldo Highlight

Rampage Jackson Hl

Wanderlei Silva Vs Rampage HL

Wanderlei Silva vs Dilson Filho

Greatest Fighter-Wanderlei Silva

Wanderlei Silva

Vanderlei Silva Vs Sakuraba HighLights

MMA - Kazushi Sakuraba versus the Gracie Family Highlight - PRIDE FC

Sakuraba vs The Gracie's

Fedor Emelianenko vs. Mirko "Cro Cop" Filipovic - One of the best fights...