Total de visualizações de página

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Lucro da Redecard cai 20,2% no trimestre, para R$ 281,3 milhões

SÃO PAULO - A Redecard apresentou lucro líquido de R$ 281,3 milhões no primeiro trimestre, o que corresponde a uma redução de 20,2% frente ao mesmo trimestre do ano passado. A margem líquida despencou para 34,7%, frente a 43,7% de um ano antes. A receita líquida ficou praticamente estável em relação ao primeiro trimestre de 2010, em R$ 811,1 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado pela receita financeira líquida obtida com os negócios de pré-pagamento aos estabelecimentos credenciados somou R$ 464,9 milhões, um recuo de 17,7% em comparação aos R$ 565,1 milhões do primeiro trimestre de 2010. A margem Ebitda ajustado caiu de 70,1% para 57,3%. A Redecard capturou R$ 51,6 bilhões em transações com cartões de crédito e débito no trimestre, representando um aumento de 29,8% sobre o registrado no mesmo período de 2010. Os custos totais dos serviços prestados totalizaram R$ 247,8 milhões, um aumento de R$ 74,7 milhões ou 43,1%. Desse valor, R$ 41,8 milhões são decorrentes do maior número de transações de crédito e débito, da maior quantidade de equipamentos instalados e do maior número em atendimentos telefônicos; outros R$ 12,3 milhões são da estratégia de serviços a clientes, tais como melhorias em call center e em manutenção de estabelecimentos; e R$ 20,7 milhões por novas iniciativas, como a captura da bandeira Visa e de novos credenciamentos.(Téo Takar | Valor)

Risco Brasil fecha aos 176 pontos

SÃO PAULO - Considerado um dos principais termômetros da confiança dos investidores, o índice EMBI+ do Brasil, calculado pelo Banco JP Morgan Chase, encerrou a quarta-feira estável, aos 176 pontos, queda de 1,7% em relação aos 179 de ontem.Sobre o EMBI+ BrasilO Emerging Markets Bond Index - Brasil é um índice que reflete o comportamento dos títulos da dívida externa brasileira. Corresponde à média ponderada dos prêmios pagos por esses títulos em relação a papéis de prazo equivalente do Tesouro dos Estados Unidos, tido como o país mais solvente do mundo, de risco praticamente nulo.O indicador mensura o excedente que se paga em relação à rentabilidade garantida pelos bônus do governo norte-americano. Significa dizer que, a cada 100 pontos expressos pelo risco Brasil, os títulos do país pagam uma sobretaxa de 1% sobre os papéis dos EUA.Basicamente, o mercado usa o EMBI+ para medir a capacidade de um país honrar os seus compromissos financeiros. A interpretação dos investidores é de que quanto maior a pontuação do indicador de risco , mais perigoso fica aplicar no país.Assim, para atrair capital estrangeiro, o governo tido como " arriscado" deve oferecer altas taxas de juros para convencer os investidores externos a financiar sua dívida - ao que se chama prêmio pelo risco.(Valor)

Dicas para extrair o máximo do seu plano de negócios

Dicas para extrair o máximo do seu plano de negócios

Vídeo: Dicas de Abilio Diniz para novos empreendedores

Vídeo: Dicas de Abilio Diniz para novos empreendedores

O que é liderança: saber lidar com erros da sua equipe

O que é liderança: saber lidar com erros da sua equipe

10 dicas para lidar com os erros

10 dicas para lidar com os erros

Marco Mamari: Sustainability explained through animation

Marco Mamari: Sustainability explained through animation

Forecast of Truck Fleet Management Trends 2008-2010

http://www.worktruckonline.com/Channel/Maintenance/Article/Story/2008/02/Forecast-of-Truck-Fleet-Management-Trends-2008-2010.aspx

ZTE traz tablet Android ao mercado nacional

A ZTE anunciou o início das vendas de seu tablet V9 no mercado nacional. Baseado no sistema operacional Android, da Google, o aparelho tem uma tela de 7 polegadas com resolução de 480 x 800 pixels, processador de 900 Mhz, 512 MB de memória RAM, 4 GB de memória interna (expansível a 32 GB com cartões microSD), câmera de 3 MP e modem 3G integrado.
Ao contrário de concorrentes como o recém lançado Motorola Xoom o V9 usa uma versão do sistema operacional Android originalmente projetada para smartphones (a 2.1). Solução similar foi adotada em aparelhos como o Samsung Galaxy Tab (que roda Android 2.2).
O aparelho será comercializado pelas operadoras e também no varejo. Na TIM, por exemplo, ele sai por R$ 996 (preço parcelável em 12x sem juros). Para navegar na web os usuários contam com o plano Tim Liberty Web Tablet, que oferece tráfego de dados ilimitado por R$ 49,90 mensais.
Já no varejo, o preço sugerido pela ZTE é de R$ 1.499. Outras operadoras ainda não divulgaram preços e planos.