Total de visualizações de página

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Edenred no Brasil fecha 2010 com R$ 10,1 bilhões em volume de negócios

Aumento foi de 16% em relação a 2009, a cisão das operações de serviços e hotelaria, e a criação global da Edenred, contribuíram para o resultado, operação no Brasil completa 35 anos em 2011, e apresenta bons resultados no grupo que está presente em 40 países.

A Edenred, líder mundial em cartões e vouchers de serviços pré-pagos, que no Brasil engloba as marcas Ticket e Accentiv´Mimética, registrou R$ 10,1 bilhões em volume de negócios em 2010, índice 16% maior que no ano anterior. Com esses números, a operação brasileira comemora um de seus melhores resultados dos últimos anos.

Aliada à retomada da economia no Brasil e mercados externos, a performance positiva da companhia se deve, principalmente, ao maior foco nos negócios de serviços, que, por decisão global, foi desmembrada da operação hoteleira do Grupo Accor em junho de 2010, e resultou na criação da empresa independente Edenred. “A Edenred já nasceu grande no Brasil e no mundo, com presença em 40 países, 6 mil colaboradores e mais de 34,5 milhões de usuários. Com foco na inovação e forte atuação no mercado de cartões e vouchers de serviços pré-pagos, pudemos ampliar nossa representatividade de forma mais independente e garantir nosso posicionamento e liderança neste segmento”, explica Oswaldo Melantonio Filho, diretor-geral da Edenred no País.

No mundo, a Edenred manteve sua estratégia de criação de novos produtos e serviços, expansão geográfica e penetração em novos mercados, crescendo 15% em países emergentes em relação ao ano anterior. Atualmente, a representatividade destes países no grupo é de 55%.

Ainda como parte do alinhamento estratégico mundial, a Edenred vendeu suas unidades de negócios Build Up e Ticket Seg, para focar fundamentalmente no segmento de benefícios ao trabalhador (Ticket Restaurante, Ticket Alimentação e Ticket Transporte), soluções para gestão de despesas (Ticket Car) e marketing de relacionamento (Accentiv´Mimética).

Principais resultados – marcas e produtos:Ticket- A Ticket, líder e pioneira no mercado de refeição e alimentação-convênio e gestão de despesas veiculares, foi responsável por grande parte do excelente resultado no Brasil. O resultado se deve a uma estratégia de negócios focada na inovação, uma eficiente gestão financeira e de pessoas na companhia, além da busca de excelência em produtos e serviços. Essa atuação trouxe à empresa um aumento na carteira de clientes, usuários dos produtos Ticket e estabelecimentos credenciados: . 57 mil empresas-clientes |. 320 mil estabelecimentos credenciados|. 4,2 milhões de cartões |.Presença em 4,8 mil municípios do País.

Um dos destaques do ano foi a comercialização antecipada do Ticket Alimentação de Natal, que se iniciou no 1º semestre de 2010, como forma de auxiliar clientes a planejar seus orçamentos de fim de ano com antecedência. Outra novidade foi o lançamento do Ticket Alimentação Seguros, produto pioneiro no mercado, direcionado às seguradoras para a substituição do pagamento de indenizações, realizados com as tradicionais cestas básicas ou auxílio cesta básica.

O Ticket Car, líder no mercado nacional de gestão de despesas de veículos, apresentou um acréscimo de 10% em relação ao ano anterior. Entre os fatores para o crescimento estão as inovações no leque de serviços e consultoria ao gestor de frota e expansão na carteira de clientes, com destaque para pequenas e médias empresas, que teve um crescimento de 17%. Em 2010, foram lançados o Ticket Car Análise Flex, que avalia e indica a opção mais vantajosa de combustível para o cliente, levando em conta a região de abastecimento, e o Ticket Car Track Online, solução desenvolvida pela empresa para oferecer controle de desempenho e comportamento da frota em tempo real. Atualmente são 330 mil veículos geridos, 6 mil empresas-clientes atendidas e 10 mil estabelecimentos credenciados, entre postos e oficinas.

O Ticket Transporte, primeiro serviço empresarial a oferecer uma atividade de gestão, logística e distribuição do benefício-transporte em todo o País, registrou o maior crescimento entre os produtos Ticket, de aproximadamente 32%.

De olho na demanda por benefícios e serviços personalizados com foco em empresas de um a 500 funcionários, a Ticket lançou no final de 2010, a Ticket Center, uma área específica para buscar oportunidades, gerar mais negócios e dar suporte direto aos clientes desse segmento, em um canal de vendas exclusivo. Foram investidos, inicialmente, R$ 1 milhão em tecnologia e treinamento de profissionais para uma proposta de trabalho simplificada e mais próxima ao cliente. Desta forma, a Ticket Center começou suas operações com uma carteira de negócios da ordem de mais de R$ 1,5 bilhão ao ano, e que, em um ano, deverá crescer 15%.

Accentiv´Mimética-A agência de soluções em marketing de relacionamento da Edenred também passou por mudanças em 2010. Em março, a Accentiv´ associou-se com a agência nacional Mimética, transformando-se em uma das principais agências de seu segmento, seja em resultados, tecnologia e know-how, ou em portfólio, com serviços completos e qualificados em incentivo, DBM e fidelização.

Com menos de um ano de mercado, a Accentiv´Mimética fechou o exercício com aproximadamente R$ 80 milhões em negócios, um resultado muito positivo se comparado ao ano de 2009. Entre os principais destaques estão o desenvolvimento de um modelo de negócio personalizado a empresas de diferentes portes e uma linha de produtos ofertada de forma integrada ou modular, viabilizados por modernas tecnologias que possibilitaram resultados inovadores a preços competitivos no mercado.

Reconhecimento e dedicação às pessoas-Eleita pela 13ª vez como uma das Melhores Empresas para se Trabalhar, esta conquista é um marco histórico para a Ticket, o que ratifica o DNA da empresa, focado em recursos humanos, isto é, no cuidado com aquele que é o ativo mais importante para qualquer companhia: as pessoas. “Este é o prêmio mais relevante sobre gestão de recursos humanos do mercado e para nós é uma honra fazer parte da seleta lista de empresas que o compõe. Satisfação das pessoas é um dos pilares mais fortes do nosso grupo, e para 2011 continuaremos a investir na satisfação de nossos colaboradores e, consequentemente, na qualidade e dedicação aos nossos clientes”, afirma Melantonio.

Em 2010, o investimento em Treinamento e Desenvolvimento foi de mais de R$ 1,5 milhão. Foram aproximadamente 45 mil horas em ações para o desenvolvimento das lideranças, programas de certificação com avaliações sucessivas para as áreas comerciais, operacionais e também para os gestores, entre diversas outras ações.

Estes investimentos conferiram a Ticket, pela 11º vez, o prêmio de marca mais lembrada pelos gestores de Recursos Humanos do Brasil na edição de mais um Top of Mind de RH. Além disso, foram 30 premiações e reconhecimentos recebidos pelo mercado, o que reforça o compromisso com seus clientes, colaboradores e sociedade.

Para o sucesso ser pleno é preciso o envolvimento da comunidade e, em 2010, a empresa realizou 30 diferentes projetos sociais, envolvendo um número expressivo de voluntários, beneficiando mais de 150.000 pessoas em todo o Brasil. Foram investidos mais de R$ 2 milhões em iniciativas fundamentadas no respeito ao desenvolvimento sustentável. Na dimensão social, projetos ligados à cultura, esporte, educação, alimentação e saúde refletiram o compromisso da Edenred com a comunidade. E, em favor do meio ambiente e das gerações futuras, também desenvolveu ações de conscientização, apoio a organizações ambientais e produtos/serviços voltados para a sustentabilidade.

A quarta edição da Semana Ticket Cultura e Esporte foi o grande destaque do ano, proporcionando atividades culturais e esportivas totalmente gratuitas para aproximadamente 140 mil pessoas, superando a expectativa da companhia em 40%, um recorde se comparado às edições anteriores. Em 2009, o público total participante foi de 81 mil.

Expectativas para 2011-Este ano é muito especial para a Ticket que, juntamente com a lei que regulamenta o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), completa 35 anos de Brasil, como líder em seu segmento, pioneira em seus produtos e serviços, e com papel fundamental na relação de benefícios entre empresas e colaboradores. “Temos uma trajetória de sucesso no Brasil e no mundo desde a criação da empresa, e em total sincronia com a história de conquistas do trabalhador brasileiro. Queremos retribuir esse sucesso aos nossos clientes e sociedade, portanto, este será um ano de muitas novidades e, principalmente, celebração”, afirma Melantonio.

Assim, nos mercados consolidados de produtos regulamentados (Ticket Restaurante, Ticket Alimentação e Ticket Transporte), a Ticket espera aumentar ainda mais sua participação, seja por meio de expansão territorial, diversificação de portfólio, ou no atendimento diferenciado aos variados perfis de clientes. “Somos uma empresa extremamente flexível, capaz de atender empresas de todos os portes, segmentos e por todo o território nacional. Nosso grande objetivo para este ano é estar mais presente em cidades com até 150 mil habitantes, em um contato mais próximo com empresários locais”, completa.

No segmento de gestão de despesas veiculares, através do produto Ticket Car, a empresa reforçará seu leque de serviços e novas ferramentas, buscará novas parcerias estratégicas, além de estar mais próxima do mercado rodoviário, que atualmente representa 13% do volume de negócios do produto.

Outra novidade para este ano é o canal de vendas eletrônico Ticket Express Plus – o TEP, como é conhecido. Com aporte de R$ 3 milhões em tecnologia de ponta, a nova ferramenta chega para facilitar as transações comerciais entre os clientes e a empresa. O novo canal, ainda mais ágil e de simples acesso, é ideal para empresários que não contam com uma estrutura formatada de Recursos Humanos, sendo eles próprios responsáveis pela administração do seu negócio e pessoal. “Pensamos em uma solução simples para que as empresas – independentes de quantos funcionários tenham – possam solicitar nossos produtos, serviços e informações diretamente, sem a necessidade de aguardar um contato ou visita pessoal. Com o TEP, a compra poderá ser efetuada em apenas três passos”, afirma Melantonio. Com a nova versão do Ticket Express Plus, a empresa espera aumentar em 10% o número de contratos online, que atualmente representam 30% do volume de negócios total da companhia.

A grande expectativa da Ticket para 2011 é a aprovação da lei que cria o Vale-Cultura, o que levará a empresa ao lançamento do primeiro produto incentivado do mercado, o Ticket Cultura. Estudando e acompanhando este mercado desde 2004, a expectativa da empresa é que a novidade atinja mais de 1 milhão de trabalhadores já no primeiro ano e movimente o equivalente a R$ 600 milhões só em bens culturais. O Ticket Cultura funcionará nos mesmos moldes do Ticket Restaurante e incentivará o acesso à cultura ao trabalhador, proporcionando opções de lazer, gerando novos empregos, e aquecendo economicamente o setor.

Edenred- Criadora do Ticket Restaurante® e líder mundial em cartões e vouchers de serviços pré-pagos, no Brasil, a Edenred integra as marcas Ticket® e Accentiv´Mimética, oferecendo soluções que proporcionam maior bem-estar às pessoas e apoio ao melhor desempenho das empresas.

As soluções oferecidas pela Edenred estão divididas em 3 famílias de soluções: . Benefícios para os trabalhadores e cidadãos na área de alimentação (Ticket Restaurante e Ticket Alimentação), Transporte (Ticket Transporte) e de qualidade de vida (Ticket CESU, Childcare Vouchers, entre outros) |. Gestão de despesas profissionais (Ticket Car) .Programas de incentivo e recompensa (Top Premium, Presente Perfeito).

Redução da poluição causada por inspeção veicular equivale a tirar quase 1,4 milhão de carros das ruas

Luiz Guarnieri/AE
Estudo revelou que impacto de um ano da inspeção veicular equivaleu a retirada de quase 1,4 milhão de veículos das ruas


Publicidade

A inspeção veicular tirou do ar da cidade de São Paulo um volume de poluição equivalente ao produzido por uma frota de quase 1,4 milhão de carros, segundo cálculos de especialistas divulgados nesta quarta-feira (18) em evento na FMUSP (Faculdade de Medicina da USP). 

A comparação se refere à redução da emissão de monóxido de carbono (CO), elemento nocivo à saúde humana, na camada atmosférica. Em termos de HC (hidrocarboneto), outro poluente altamente nocivo à saúde humana, a redução é equivalente ao volume normalmente produzido por 687.988 veículos. A estimativa leva em consideração apenas os carros que se apresentaram à inspeção veicular obrigatória da Controlar.
Segundo o autor dos cálculos, o engenheiro Gabriel Murgel Branco da empresa Enviromentality, se todos os carros realizassem a inspeção, a poluição retirada da camada atmosférica da capital paulista seria equivalente a diminuição de 1,5 milhão de carros na frota da cidade, em termos de monóxido de carbono.

Outros veículos
No caso de motos, o efeito para o ambiente de São Paulo foi diferente. O maior impacto causado pela inspeção foi na quantidade de HC. Segundo o engenheiro, a redução equivale à retirada de 76.107 motos de circulação”. Já em termos de CO, o impacto foi de 60.359 motos. 

Confira também
Prefeitura vai investigar corrupção

Oficinas montam esquema de propina

Proposta de inspeção no Estado está pronta
Em veículos pesados a diesel, o CO e o HC são desprezíveis. Mas esse tipo de combustível é responsável por cerca de 40% das micropartículas do ar de São Paulo que vêm na fuligem. Em termos de micropartículas, foram 19.945 caminhões tirados de São Paulo.

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) se disse satisfeito com os resultados do estudo. Para ele, os dados incentivam a prefeitura a manter o programa e aprimorá-lo cada vez mais. Kassab confirmou que existem estudos para que a inspeção veicular passe também a cobrar itens de segurança.

Bebês que nascem abaixo do peso normal, internações por doenças cardiorrespiratórias, infecções das vias aéreas, infertilidade masculina, redução significativa de recém-nascidos do sexo masculino, são algumas consequencias da poluição nas cidades, apontam estudos divulgados por pesquisadores brasileiros recentemente.

Inspeção

A inspeção veicular é obrigatória para toda a frota da capital paulista. O valor da multa para quem não passa pelo serviço é de R$ 550. Um cronograma de agendamento e realização da inspeção é estabelecido no início de cada ano, de acordo com o final da placa dos veículos. O agendamento deve ser feito no site da empresa responsável (www.controlar.com.br).

Neymar e Anderson Silva estão entre os 50 maiores do marketing

Foi divulgado o ranking 2011 da SportsPro, uma das publicações mais importantes no mundo dos negócios do esporte, que traz principais atletas do marketing esportivo segundo um critério que mede o potencial de mercado (exposição na mídia, imagem, performance dentro e fora de campo, entre outros atributos, nos últimos 12 meses). Ou seja, de acordo com a SportsPro, aqui estão os melhores atletas para se assinar um contrato de patrocínio global de longa duração.

O jamaicano e recordista mundial Usain Bolt é o líder, seguido pelos astro da NBA LeBron James (que já recuperou a imagem depois da polêmica mudança do Cleveland Cavaliers para o Miami Heat no ano passado) e com o português do Real Madrid Cristiano Ronaldo em terceiro nesta lista que tem representantes de 18 diferentes modalidades (basquete e automobilismo têm sete atletas cada, do futebol são seis). Os norte-americanos dominam a lista, com 19 presenças.

Entre os brasileiros apenas dois representantes, o atacante Neymar em 17° e o lutador de MMA e campeão do UFC Anderson Silva em 40°, deixando para trás atletas como César Cielo, recordista mundial na categoria, mas que nunca teve a sua imagem trabalhada na Europa, por exemplo.

Segue abaixo o ranking completo. A edição de junho da revista traz uma análise individual de cada um deles.

1. Usain Bolt 26. Ryo Ishikawa
2. LeBron James 27. Sidney Crosby
3. Cristiano Ronaldo 28. Wayne Rooney
4. Lionel Messi 29. Tyson Gay
5. Lewis Hamilton 30. Kevin Durant
6. Carmelo Anthony 31. Joe Mauer
7. Sebastian Vettel 32. Andy Murray
8. Michael Phelps 33. Lin Dan
9. Caroline Wozniacki 34. Brian Wilson
10. Mahendra Singh Dhoni 35. Mark Cavendish
11. Yao Ming 36. Travis Pastrana
12. Jessica Ennis 37. Mark Sanchez
13. Kobe Bryant 38. Danica Patrick
14. Shaun White 39. Valentino Rossi
15. Dwyane Wade 40. Anderson Silva
16. Raphael Nadal 41. Dale Earnhardt Jr.
17. Neymar 42. Lindsey Vonn
18. Tom Brady 43. Dan Carter
19. Liu Xiang 44.Tim Tebow
20. Manny Paquiao 45. Sam Bradford
21. Rory McIlroy 46. Yu Darvish
22. Maria Sharapova 47. Mesut Ozil
23. Alex Ovechkin 48. Deron Williams

BRF Brasil Foods divulga resultados do primeiro trimestre » Notícia » Portal do Agronegócio

BRF Brasil Foods divulga resultados do primeiro trimestre » Notícia » Portal do Agronegócio

Roberval culpa quebra de suporte por acidente na Fórmula Truck

Roberval culpa quebra de suporte por acidente na Fórmula Truck

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS -

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS -

Anfavea promove debate sobre diesel e emissões Programa traz nova legislação, veículos, combustíveis e Arla 32.

Redação AB 

A sete meses da estréia dos limites de emissões para veículos comerciais estabelecidos pelas normas Euro 5 (P7) no Brasil, a Anfavea promoverá em São Paulo debate sobre os novos motores, veículos, combustíveis e o Arla 32, aditivo utilizado na redução de poluentes resultantes da queima do diesel. O encontro, dia 30 de maio, das 13h30 às 18 horas, acontecerá no Centro de Convenções Milenium, rua Dr. Bacelar, 1.043, na Vila Mariana. 

O evento colocará lado a lado os principais players da cadeia responsável pelo desenvolvimento de motores e caminhões, incluindo o sistema de pós-tratamento de emissões, transportadores e fornecedores de combustíveis. Representantes do governo, entidades e indústria serão convidados a explicar o estágio atual das diversas iniciativas para atender a mudança na legislação de emissões, que se tornará mais rígida, exigindo novas tecnologias e cuidados no abastecimento e condução dos veículos. 

Já confirmaram presença Paulo Macedo (Ministério do Meio Ambiente), Marco Saltini (Anfavea), Neuto Reis (NTC & Logística), Marcio Schetino (Secretaria de Transportes – SP), Frederico Kremer (Petrobras), Alan Kardec (ANP), Daniel Hubner (Yara Brasil), Cláudio Nélson Abreu (Abrati) e Fábio Feldman (consultor ambiental). 

A participação é gratuita. As inscrições devem ser formalizadas a Automotive Business pelo telefone 11 5095-8883, com Carolina Piovacari. 

Mercado espera aumento da inadimplência ainda este ano

São Paulo - Em consequência da desaceleração da economia e aumento da inflação , a tendência para os próximos meses é de crescimento da inadimplência. Segundo o indicador da Serasa Experian sobre inadimplência do consumidor, a perspectiva cresceu 1,4% em março de 2011, o oitavo avanço mensal consecutivo, com nível de 99,3. Entre as empresas, o indicador apontou elevação de 1,7% no período, com patamar de 91,9, o quarto avanço mensal contínuo. 

Diante desse cenário, os grandes bancos já se preparam com o aumento do saldo de provisões para créditos de liquidação duvidosa. Outro fator que demonstra a consecutiva alta no calote é o valor das despesas com provisões, que corresponde ao que já foi gasto com perdas em carteiras de empréstimo. 

Na soma das cinco grandes instituições financeiras - Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa Econômica Federal - o saldo das provisões chegou no primeiro trimestre de 2011 a R$ 77,699 bilhões. O total do sistema financeiro no período foi de R$ 97,122 bilhões, de acordo com o Banco Central. 

Para Luis Rabi, gerente de Indicadores de Mercado da Serasa Experian, as instituições já alteram as estratégias de negócios como forma de prevenção ao aumento das perdas. "Em um horizonte de seis meses, a inadimplência deve continuar a crescer. Os bancos já se preparam com o aumento das provisões. Isto deve refletir diretamente na rentabilidade".

O Itaú Unibanco revelou no balanço do primeiro trimestre de 2011 estabilidade no saldo, para R$ 22,23 em março, na comparação com R$ 22,29 de dezembro de 2010. Contudo, as despesas de provisões obtiveram aumento de 9,99%, para R$ 4,38 bilhões em março deste ano, em relação a R$ 3,98 bilhões do último trimestre de 2010. Para o diretor Corporativo de Controladoria do Itaú Unibanco, Rogério Calderón, a elevação está relacionada ao crescimento do calote em financiamentos de 30 a 60 dias no período. 

O Banco do Brasil manteve a postura conservadora ao finalizar o primeiro trimestre com saldo de provisões em R$ 17 bilhões, o que corresponde a 4,3% do estoque total da carteira de crédito, de R$ 397,5 bilhões. As despesas já efetuadas aumentaram 24,57%, de R$ 2,112 bilhões em dezembro de 2010, para R$ 2,631 bilhões em março de 2011. 

Para o vice-presidente do Bradesco, Domingos Figueiredo de Abreu, os elevados níveis de provisão "dão conforto" ao banco diante da inadimplência, que ficou em 3,6% de janeiro a março de 2011. A provisão chegou a R$ 16,7 bilhões, um aumento de 2,8% ante dezembro. Apesar do aumento do saldo para créditos duvidosos, a inadimplência do Bradesco segue uma tendência de queda nos últimos cinco trimestres, fato comprovado pelas despesas de provisões, que reduziram para R$ 1,52 bilhão em março, em relação ao R$ 1,6 bilhão do quarto trimestre de 2010. 

Na comparação com o quarto trimestre do último ano, o Santander elevou o saldo de provisões de R$ 9,3 bilhões para R$ 9,6 bilhões em março de 2011. De acordo com o balanço, o crescimento do calote no período, para 4,0%, também ocasionou o aumento das despesas de provisões, que somaram R$ 2,059 bilhões, 8% a mais do que no final de 2010. 

A Caixa aumentou o saldo de provisões em 9,45%, de R$ 11,1 bilhões no quarto trimestre do ano passado, para R$ 12,1. As despesas com créditos duvidosos também registraram crescimento, para R$ 1.57 bilhões de janeiro a março de 2011. No entanto, o vice-presidente de controle e risco, Raphael Rezende Neto, não acredita em aumento da inadimplência. "Ao olhar os nossos dados objetivos têm caído em todos os itens. Deve se manter estável, mas a inadimplência é um tema que acompanhamos diariamente".

Segundo Alexandre Chaia, professor do Insper, o crescimento do saldo e despesas das provisões incide na elevação do spread bancário. "Para aumentar o retorno, deve subir os juros para operações de pessoas físicas e pequenas e médias empresas".

Câmara Municipal de Jaicós abre licitação para aquisição de combustível. Veja aqui o edital!

A Comissão Permanente de Licitação da Câmara Municipal de Jaicós publicou nesta sexta-feira (13), edital de licitação para aquisição 10 mil litros de combustível tipo gasolina. O processo licitatório será realizado na modalidade Carta Convite, do tipo menor preço.
Conforme o edital, os envelopes contendo a documentação e propostas de preços das licitantes serão entregues e posteriormente abertos às 10 horas do dia 23 de maio, na sede do Poder Legislativo Municipal, situada à Rua Desembargador João Mota, nº 256, Bairro Centro, Jaicós.
 
Cidades na Net, da redação.

Edenred no Brasil fecha 2010 com R$ 10,1 bilhões em volume de negócios

Cisão das operações de serviços e hotelaria, e a criação global da puxaram resultado

A Edenred, empresa mundial em cartões e vouchers de serviços pré-pagos, que no Brasil engloba as marcas Ticket e Accentiv´Mimética, anunciou nesta terça (17) balanço referente a 2010. No período, o volume de negócios atingiu os R$ 10,1 bilhões, índice 16% maior que no ano anterior. Com esses números, a operação brasileira comemora um de seus melhores resultados dos últimos anos.

Aliada à retomada da economia no Brasil e mercados externos, a performance positiva da companhia se deve, principalmente, ao maior foco nos negócios de serviços, que, por decisão global, foi desmembrada da operação hoteleira do Grupo Accor em junho de 2010, e resultou na criação da empresa independente Edenred.

“A Edenred já nasceu grande no Brasil e no mundo, com presença em 40 países, 6 mil colaboradores e mais de 34,5 milhões de usuários. Pudemos ampliar nossa representatividade de forma mais independente e garantir nosso posicionamento e liderança neste segmento”, explica o diretor-geral da Edenred no País, Oswaldo Melantonio Filho.

No mundo, a Edenred manteve sua estratégia de criação de novos produtos e serviços, expansão geográfica e penetração em novos mercados, crescendo 15% em países emergentes em relação ao ano anterior. Atualmente, a representatividade destes países no grupo é de 55%.

Ainda como parte do alinhamento estratégico mundial, a Edenred vendeu suas unidades de negócios Build Up e Ticket Seg, para focar fundamentalmente no segmento de benefícios ao trabalhador (Ticket Restaurante, Ticket Alimentação e Ticket Transporte), soluções para gestão de despesas (Ticket Car) e marketing de relacionamento (Accentiv´Mimética).

Mudanças na Accentiv´Mimetica

A agência de soluções em marketing de relacionamento da Edenred também passou por mudanças em 2010. Em março, a Accentiv´ associou-se com a agência nacional Mimética, transformando-se em uma das principais agências de seu segmento, seja em resultados, tecnologia e know-how, ou em portfólio, com serviços completos e qualificados em incentivo, DBM e fidelização.

Com menos de um ano de mercado, a Accentiv´Mimética fechou o exercício com aproximadamente R$ 80 milhões em negócios, um resultado muito positivo se comparado ao ano de 2009. Entre os principais destaques estão o desenvolvimento de um modelo de negócio personalizado a empresas de diferentes portes e uma linha de produtos ofertada de forma integrada ou modular, viabilizados por modernas tecnologias que possibilitaram resultados inovadores a preços competitivos no mercado.

Expectativas para 2011

Este ano é muito especial para a Ticket que, juntamente com a lei que regulamenta o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), completa 35 anos de Brasil. “Temos uma trajetória de sucesso no Brasil e no mundo desde a criação da empresa, e em total sincronia com a história de conquistas do trabalhador brasileiro. Queremos retribuir esse sucesso aos nossos clientes e sociedade, portanto, este será um ano de muitas novidades e, principalmente, celebração”, afirma Melantonio.

Assim, nos mercados consolidados de produtos regulamentados (Ticket Restaurante, Ticket Alimentação e Ticket Transporte), a Ticket espera aumentar ainda mais sua participação, seja por meio de expansão territorial, diversificação de portfólio, ou no atendimento diferenciado aos variados perfis de clientes. “Somos uma empresa extremamente flexível, capaz de atender empresas de todos os portes, segmentos e por todo o território nacional. Nosso grande objetivo para este ano é estar mais presente em cidades com até 150 mil habitantes, em um contato mais próximo com empresários locais”, completa.