Total de visualizações de página

sábado, 16 de julho de 2011

ANFAVEA PEDE INCENTIVOS PARA MONTADORAS BRASILEIRAS


Como não há muito espaço para o uso de medidas de defesa comercial para conter as importações, os fabricantes de automóveis pressionam o governo para obterem incentivos fiscais para os carros "genuinamente brasileiros". O estudo da Associação Nacional de Veículos Automotores (Anfavea) entregue aos ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, tem como pano de fundo a preocupação com o aumento das importações dos automóveis coreanos e chineses. A proposta sugere desoneração tributária para automóveis que atendam a um índice alto (pelo menos 60%) de itens nacionais.
O argumento da Anfavea é o de que as empresas brasileiras estão com "um déficit competitivo" em relação aos coreanos e chineses. "As montadoras admitem as japonesas aqui, estão com o pé atrás com os franceses porque têm muita peça importada e estão apavoradas com os coreanos e chineses", resumiu uma fonte do governo.
A Argentina continua sendo o principal fornecedor de carros importados para o Brasil, mas já tem perdido mercado para os coreanos e chineses. Embora a participação chinesa ainda seja inexpressiva, a Anfavea antevê que, em cinco anos, a presença dos carros chineses será "violenta" e atingirá o principal nicho das montadoras brasileiras, os carros populares. A Anfavea quer também incentivos fiscais para as montadoras que transferirem tecnologia para a produção no Brasil, como forma de incentivar a inovação e a eficiência.
Diário do Comércio e Indústria

Grupo Marcatel Consolidates Its Presence in the Prepaid Card Industry

NEW YORK, July 15, 2011 /PRNewswire via COMTEX/ -- Grupo Marcatel, through its subsidiary in the United States, Vivaro Corporation, has completed the acquisition of 50 percent of the shares of STX Communications, a company based in New York, with an income of over 100 million dollars a year, ranked as the absolute leading distributor of prepaid phone cards in this country with over 15 thousand distribution points in the New York metropolitan area, continually growing and standing well above any other dealer in the city, strengthening Vivaro as the number one in the United States.


Through this acquisition, Grupo Marcatel strengthens its business structure and welcomes, as a strategic member of its team, Mr. Ken Tawfik, who is a member of the Tawfik family, internationally renowned in the prepaid calling card industry.

"This synergy," said Gustavo M. de la Garza Ortega, Founder and President of Grupo Marcatel, "brings decades of experience and a global carrier infrastructure, securing our place as the best provider of prepaid calling products from the United States to more than 130 countries, invigorating our policy of absolute honesty in the marketing and operation of our cards, we have obtained a distinguished reputation and acceptance in the huge immigrant market in that region." In 2010, Grupo Marcatel acquired Epana, Kare and STi Prepaid; the integration of these companies represented a 700% growth in revenue and a 60% growth in the prepaid calling card market share for the Grupo Marcatel, resulting in the creation of Vivaro Corporation, which has become the world's largest prepaid card company with revenue of more than $ 700 million dollars.

About Grupo Marcatel Grupo Marcatel is a Mexican corporation and a key player within the telecommunications industry in America, Africa, Europe and Asia, with outstanding presence in Canada, United States, Venezuela, Colombia, Chile, Argentina, Brazil, Great Britain, Spain, South Africa and Mexico, thanks to its high capacity infrastructure and solid fiber optics network with global coverage. Marcatel's solutions portfolio include infrastructure, domestic and international voice services, data services, long distance prepaid cards, video transmission, and call center solutions, among others.

Internet tornou-se na “memória externa” do cérebro humano

“Efeito Google” provocou perda da capacidade de retenção de dados

2011-07-15
Estudo explica o
Estudo explica o "Efeito Google" sobre a memória"
Os motores de busca e as bases de dados existentes na internet transformaram-se numa espécie de “memória externa”para o cérebro humano, revela um estudo publicado na revista “Science”, segundo o qual as pessoas estão a perder a capacidade de retenção de dados, embora tenham ganho mais habilidades na procura de informação.

Embora já  houvesse alertas para o facto de o homem estar cada vez mais dependente das informações online, até agora eram poucos os estudos a confirmá-lo, destacou Betsy Sparrow, psicóloga da Universidade de Columbia, nos EUA, e autora do estudo.

A investigadora e a sua equipa realizaram vários testes com mais de uma centena de estudantes de Harvard  para avaliar a relação entre a memória humana, a que retém dados e a internet. O grupo verificou assim que, quando os participantes não sabiam dar respostas às perguntas, automaticamente pensavam no seu computador como a alternativa para encontrar as informações necessárias.
Os investigadores constataram que, se os estudantes sabiam que as informações poderiam estar disponíveis na internet ou que poderiam voltar a encontrá-la com a mesma facilidade, não se lembravam tão bem da resposta como quando achavam que os dados não estariam disponíveis.
Outro dos padrões de comportamento indicados no estudo é que as pessoas não se lembram necessariamente como obtiveram certas informações. No entanto, tendem a recordar-se de  onde encontraram os dados que precisam quando não são capazes de se lembrar exactamente das informações.
"Efeito Google"

Neste estudo, os investigadores falaram do “Efeito Google”, segundo o qual a população começou a usar a internet como o seu "banco pessoal de dados" e os computadores e motores de busca online transformaram-se numa espécie de sistema de "memória externa".
Sparrow sublinhou que não ficou surpresa ao constatar que cada vez menos as pessoas memorizam informação, pois acreditam que podem alcançá-la graças às suas capacidades de procura, que são“realmente eficientes”.

Classes C e D impulsionam mercado de cartões


A estimativa é de que haja pelo menos 600 milhões de cartões de crédito no país, ou o equivalente a três cartões por pessoa
O uso do cartão de crédito tem sido o principal instrumento de compra nas classes C e D / Daniel Teixeira / AEO uso do cartão de crédito tem sido o principal instrumento de compra nas classes C e DDaniel Teixeira / AE
A ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) divulgou recentemente um estudo relatando um aumento de 20% ao ano. Para José Eduardo Manier, diretor de cartões da Lecca, esta evolução tem como principal motivação a participação das classes C e D, que chegam a gastar entre R$ 2.500 e R$ 3 mil por ano.

Estima-se que haja pelo menos 600 milhões de cartões no país, um número três vezes superior do que o de pessoas. De acordo com estudos, a cada dia mais pessoas possuem acesso ao crédito, só que não aos tradicionais de grandes bancos e sim ao estilo de private label. Este tipo de instrumento tem como principal objetivo os varejistas, ou seja, são os cartões de supermercados, sites, lojas, etc.

Para José Eduardo Manier, diretor de cartões da Lecca, o private label é o melhor caminho para alcançar o público de baixa renda. “As financeiras não têm mais como esperar o consumidor ir à loja, a estratégia agora é ir atrás dos próprios varejistas. Afinal este é o grande instrumento de inclusão das classes C, D e até a E no crédito”, declarou.

No entanto, não é apenas o consumidor que consegue tirar vantagem da situação e sim os próprios meios de varejo. “Um grande mercado, quando recebe um cartão de uma empresa, como a Visa, por exemplo, ele possui certa taxa. Porém, quando ele possui o seu próprio cartão a taxa pode chegar a alguns casos a até 0% de cobrança. Não é a toa que esta prática tem ficado cada vez mais comum no comércio”, analisa Manier.

Apesar de o cartão de crédito ser um grande instrumento de compra ele também é fonte de problemas. O seu mau uso pode acarretar em dívidas cada vez maiores, principalmente para aqueles não possuem conhecimento sobre o serviço.

Os próprios cartões têm investido na política de crédito consciente, focando principalmente nas classes mais baixas. “Como se trata de um instrumento relativamente novo para essa faixa mais popular, é muito comum ver pessoas se enforcando com o serviço. Existem muitos consumidores que agem por impulso, sem pensar nas consequências, isto por causa da possibilidade de criar várias parcelas e utilizar vários cartões”, explica José Eduardo Manier.

O diretor da Lecca ainda explica que mesmo auxiliando na inclusão da classe baixa, o crédito pode ser um meio de afastamento do mercado. “Ao mesmo tempo em que é um instrumento de inserção, ele também pode evitar novos consumos, isto se for mal utilizado, gerando taxas muito elevadas”, afirma Manier que aproveita para falar da estrutura de crédito no Brasil. “Infelizmente não temos uma estrutura de crédito evoluída, comparada com muitos países possuímos juros extremamente elevados”.

Entretanto o brasileiro, diferentemente de muitos, gasta em média 25% da sua renda com crédito, em outras nações este número pode chegar a 50%, estima o diretor.

Com o conhecimento e a inclusão de praticamente todas as classes da população no crédito, a única tendência deste mercado é o crescimento podendo ultrapassar ainda mais o seu percentual anual. “Eu vejo que no universo do crédito o país ainda vai crescer muito e ainda por muitos anos, ultrapassando até mesmo o número de 20%”, finaliza José Eduardo Manier.

Vídeo: Dicas de empreendedorismo por Severino, o Bulldog

Severino nasceu com um problema seríssimo que o impedia de ter as características do empreendedor, ele é um Bulldog.
É esperado que um cachorro tenha sérias dificuldades para começar uma empresa. Mesmo assim, Severino é um exemplo de persistência e determinação e tem muito a ensinar ao mundo dos negócios!
Segue um vídeo mostrando sua história e quais suas dicas para os empreendedores:
(Link para o vídeo no Youtube)

Vídeo: A mistura de cerveja e Mentos – marketing viral

Esse vídeo criado pela Carlsberg tem algumas características interessantes que o tornaram um ótimo exemplo de Marketing Viral (não, não é o Marketing criado por porcos).
Essas características são:
  • Ele parece ser amador, o que deixa no ar se o que acontece é real ou não
  • Ele usa o conceito de um viral já conhecido na internet (quem não se lembra do vídeo do Mentos com Coca-cola?)
  • Ele reafirma uma característica importante da sua marca, aumentando a lealdade de seus clientes
  • E, acima de tudo, é muito engraçado.
Segue o link do vídeo no Youtube.
Abraços,
Millor Machado (mantendo Mentos longe de cerveja)

Vídeo: Pesquisa de mercado no futuro

Já imaginaram como serão feitas pesquisas de mercado no futuro? Como usar toda a tecnologia que tem sido criada (e que ainda vai mudar muito) pra saber o que as pessoas realmente querem?
Bom, o pessoal que fez esse vídeo tentou imaginar isso, mas aproveitou também para ironizar alguns pontos como o avanço na coleta de dados e a correção na entrega do serviço/produto. E, pra variar, é tudo sobre como deixar o cliente feliz.
Clique aqui para vê-lo no youtube.

Vídeo: Porque ter um bom atendimento (United Breaks Guitars)

O vídeo de hoje foi recomendado pelos nossos amigos da Somma Online e conta a história de uma banda de Country que teve seus instrumentos quebrados em um vôo da United Airlines.
Em “homenagem” a esse fato eles criaram um vídeo contando essa história de forma bem divertida e com uma ótima música.
O vídeo original teve quase 5 milhões de visualizações. Será que isso teve algum impacto negativo na marca da United Airlines?
Para ver o vídeo no Youtube, clique aqui.
Abraços,
Millor Machado (fazendo de tudo para não quebrar os violões dos clientes)

Vídeo: Rocky – motivação para vencer

O vídeo de hoje mostra Rocky dando um lição de moral em seu filho (pra não falar outra coisa).
O boxeador favorito da sessão da tarde fala muito bem sobre como alguém que quer vencer deve estar preparado não só para adversidades, mas também para continuar indo sempre em frente, fazendo acontecer. Assumir responsabilidades e não ficar caçando culpados é também bastante enfatizado.
Clique aqui para ver o vídeo no youtube.
Abraços,
Luiz Piovesana (por empreendedores que batem tão forte quanto o Rocky ou o Apollo)

Vídeo: Como transformar 30 cm de borracha e duas tiras numa marca mundial

Vídeo da Havaianas ganhador do Leão de Ouro no Festival de Cannes 2009, categoria Design.
Esse vídeo mostra a estratégia de comunicação da Havaianas e quem trazido ótimos resultados.

Para ver o vídeo no Youtube, clique aqui.

Vídeo: Reinventando a placa de pare

O cliente geralmente não sabe o que quer. E se ele fala que sabe, é porque realmente não sabe. Se você trabalha com criação de produto, você sabe disso.
O vídeo a seguir mostra essa realidade de uma maneira muito cômica, sobre alguns clientes contratando um designer gráfico para criar a placa PARE. E ainda mostra como o designer sofre com palpites do cliente. Assista!
Para ver o vídeo no Youtube, clique aqui.

Vídeo: Nunca desista dos seus sonhos (Will Smith – À procura da felicidade)

O vídeo de hoje é uma cena do filme “À procura da felicidade” (muito bom filme por sinal) em que o personagem de Will Smith fala para o filho sobre  a importância de acreditar em si mesmo e não deixar os imbecis te desanimarem.
Em um momento ou outro os empreendedores passarão por momentos em que as pessoas dirão “Você não vai conseguir”, por isso achei tão interessante a mensagem passada.
Link para o vídeo no Youtube aqui.
Abraços,
Millor Machado (nunca se desanimando)

Video Luís Carlos Valois (Carlson Gracie) X Ralph Gracie

Valois (Carlson Gracie Team) versus Ralph Gracie (Barra Gracie). Copa Atlântico Sul de Jiu-Jitsu. Rio de Janeiro. 1990. Luta final da categoria marrom e preta, peso pena. Campeão: Valois (Carlson).

Video Antigo Gracie Jiu Jitsu vs. Bodybuilder

Video UFC Rio - 27 de agosto

Video Think Like an Innovator

Jeff Dyer, professor at Brigham Young University's Marriott School of Management and coauthor of "The Innovator's DNA," outlines the four ways leaders come up with their great ideas.

Video F. TRUCK, INTERLAGOS 2011

Confira mais imagens da festa de velocidade que aconteceu na 2a. etapa do Campeonato Sul-Americano de Fórmula Truck no Autódromo de Interlagos em São Paulo.

Vídeo: Michael Jordan – o que é sucesso

O vídeo de hoje mostra o maior jogador de basquete de todos os tempos, Michael Jordan, falando sobre como ele atingiu o sucesso.
Um ótimo exemplo de característica que todos os empreendedores devem ter: persistência, pois nada vem sem muito suor.
Clique aqui para ver o vídeo no youtube.
Abraços,
Luiz Piovesana (suando a camisa)

Vídeo: Rei Arthur e como ficar atento a oportunidades

O vídeo abaixo é mais um produzido pelo pessoal do Bota Pra Fazer e mostra como grandes oportunidades podem estar simplesmente ao nosso lado, ao alcance das nossas ações.
Para assistir o vídeo direto no youtube clique aqui.
Abraços,
Luiz Piovesana (por pessoas que gostam de arriscar)

Vídeo: Design de produto – IDEO

O vídeo de hoje mostra como a empresa referência em design no mundo (IDEO) usa sua metodologia de desenvolvimento de produto baseada em prototipagem para montar um carrinho de supermercado que realmente supra as necessidades dos usuários.

Para ver o vídeo no youtube clique aqui.
Clicando aqui você encontra um pequeno arquivo em pdf explicando todo o processo – vale a pena ler!
Abraços,
Luiz Piovesana (por produtos que são feitos pra gente como a gente)

Vídeo: Dicas de bom atendimento ao consumidor

Quem nunca quis matar um atendente de qualquer serviço ao consumidor? Por n motivos já vimos que o Brasil, infelizmente, não é uma referência nesse quesito, tanto que a cada dia recordes são quebrados no Procon.
O vídeo abaixo dá um ótimo exemplo de como não atender bem um cliente. Os atores dão um show e a sessão fica até divertida, o que faz disso uma ótima ironia. Enjoy!
Clique aqui para ver o video no youtube.
Abraços,
Luiz Piovesana (lutando contra o enlouquecimento de clientes)

Vídeo: Quem mexeu no meu queijo?

O vídeo abaixo é uma animação com o enredo do best seller “Quem mexeu no meu queijo?” – uma maneira engraçada (e educativa) sobre o espírito empreendedor e de não-conformismo.
Não é tão curto, mas é bem bacana!

Clique aqui para ver esse vídeo no youtube.
Abraços,
Luiz Piovesana (acreditando em ratos empreendedores)

Vídeo: Os 3 porquinhos e a importância de sair do lugar

Esse vídeo faz parte da campanha Bota Pra Fazer do pessoal do Instituto Endeavor.
É uma forma interessante de mostrar que quem não sai do lugar pode sofrer terríveis consequências.
Link direto para o vídeo no Youtube aqui.
Abraços,
Millor Machado (a favor de empreendedores que saem do lugar)

Vídeo: Como acompanhar notícias e blogs em um só lugar

Esse vídeo, apesar de tosco, explica de uma forma bem prática como ler notícias e blogs em um lugar só, através dos famosos RSS Feeds.
Para quem não tiver afim de assistir o vídeo, Feeds significam que você pode se inscrever em alguns blogs e receber as atualizações em lugar só. Eu pessoalmente uso e gosto muito doGoogle Reader.
Os feed são identificados por aquele ícone com as ondas laranjas que vocês podem ver no canto superior direito da tela.
Aproveito e peço aos que ainda não estão cadastrados que cadastrem-se ou pelo nosso feedou recebendo nossas atualizações por e-mail. É só clicar na caixinha ali no canto.
Link para o vídeo no Youtube aqui.
Abraços,
Millor Machado (lendo todas as notícias em um lugar só)

Video: Apple – “Pense diferente” (Think Different)

Esse vídeo faz parte de uma campanha publicitária que a Apple começou em 97 sob o slogan “Think Different”.
Sua mensagem fala sobre a importância de ter novas ideias e questionar o que já existe paramudar o mundo. Ou seja, uma das princiapais características dos empreendedores.
É um vídeo bem conhecido na internet, mas sempre vale a pena relembrá-lo.
Link direto para o vídeo no Youtube aqui.

Aprenda a aprender e ganhe muito dinheiro com isso

A dica de hoje foi dada por Brad Sugars no portal Entrepreneur
Se você nunca gerenciou um negócio de milhões de dolares, você não sabe gerenciá-lo. Simples assim.
Porém, você pode aprender a gerenciá-lo, mesmo que seja seu negócio multimilionário que você está construindo do zero.
Você precisa aceitar desde agora que “aprendizado” sempre vem antes de “ganhar mais dinheiro” (inclusive no dicionário). Se você quer ter um negócio realmente bem sucedido, você precisa estar comprometido com seu aprendizado tanto quanto com vendas, operações e marketing.
Em compensação, uma vez que você faz isso, o céu é o limite. Saber e aplicar muito bem esses fundamentos simples é a razão pela qual executivos e empreendedores ganham tanto dinheiro.
Identifique as áreas principais e então decida se você aprenderá sozinho ou contratará um especialista para aprender o máximo possível com essa pessoa. Você nunca sabe quando você pode encontrar um pensamento ou estratégia que podem realmente levar seu negócio para um outro patamar de sucesso.

Video: Um bom motivo para aprender com grandes empreendedores

Essa vídeo-dica faz parte da coluna – Victor Santos | Dicas de um empreendedor – e foi feita especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

(Link do vídeo aqui)
Se você quiser se aprofundar no tema sobre o aprendizado dos empreendedores, basta conferir também o vídeo Entenda porque é tão importante aprender constantemente.