Total de visualizações de página

domingo, 4 de setembro de 2011

Video anderson silva vs yushin okami

anderson silva vs yushin okami stopped for illegal kick on the ground

Video Gegard Mousasi vs. Babalu Sobral Strikeforce 2009

Classic Fight from 09'. This was Babalu's first title defense and it was Mousasi's first fight in the United States and also his first fight in the Light-Heavyweight Division.

Video Gegard Mousasi Vs Melvin Manhoef

Video Dream 4 Sakuraba vs Manhoef

Melvin Manhoef Vs. Kazushi Sakuraba From Dream 4

Petrobras importará gasolina para substituir etanol, diz diretor Costa diz que a companhia não tem condições de aumentar a produção. Decisão do governo de reduzir o etanol na gasolina vai afetar demanda.


Petrobras terá de importar toda a gasolina extra necessária para compensar a redução da mistura de etanol anidro no combustível a partir de outubro, já que suas refinarias estão "no limite da capacidade", disse o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa.
"Fizemos no ano passado um esforço para aumentar a oferta, mas agora não temos mais condições de aumentar a produção de gasolina. Com as refinarias existentes não dá, chegamos no nosso limite", afirmou o executivo em entrevista à Reuters nesta sexta-feira (2).
"Então qualquer variação de demanda --e obviamente que a mudança dos 25% para 20% do anidro na gasolina vai provocar um aumento de demanda-- vai ser via importação, não tem saída", acrescentou.
O governo decidiu reduzir a mistura de etanol na gasolina em meio a uma safra de cana menor no Brasil, buscando também evitar um eventual contágio no preço da gasolina advindo de elevações nos valores do etanol com a chegada da entressafra de cana.
A mudança na mistura de etanol na gasolina poderá mais que dobrar a necessidade de importação do derivado de petróleo pelo país. Para substituir o anidro, o Brasil precisará de 550 mil barris a mais de gasolina por mês, calcula o Instituto Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). Neste ano, a Petrobras importou, em média, 400 mil barris por mês.
De acordo com o diretor de Abastecimento da Petrobras, a demanda por gasolina hoje é de 450 mil barris por dia. Costa, entretanto, evita comentar qual será o volume de importação que a estatal terá de realizar diante da nova realidade.
"Isso muda a cada dia, dependerá da demanda, dos estoques", disse, evitando também falar sobre a diferença entre o custo da gasolina brasileira e a comprada pela estatal no exterior.
A área de Abastecimento da Petrobras tem registrado prejuízos recentemente devido à necessidade de importar gasolina, em meio ao forte aumento na demanda por combustíveis no mercado brasileiro.
Distribuidoras
Para Costa, as outras distribuidoras de combustíveis deveriam importar mais gasolina para dar conta do aumento das necessidades do produto a partir de outubro. "Deveriam, mas não posso responder por elas, só posso falar pela Petrobras", disse.
As distribuidoras de combustíveis, que também fazem a mistura de álcool na gasolina, a exemplo da BR, da Petrobras, têm respaldo legal para importar combustíveis, desde que sejam autorizadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
"Qualquer um pode importar. O mercado é liberado, basta a ANP liberar que elas podem fazer, como já fizeram em alguns momentos do passado", lembrou.
Mas o fato de a gasolina vendida pela Petrobras ser mais barata do que a ofertada no mercado internacional pode não compensar para as distribuidoras fazer importações do produto, pelo menos por enquanto.
Consultado, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom) informou que as empresas do setor não planejam realizar importações de gasolina no momento.
Uma alternativa, já admitida pelo governo, seria reduzir a tributação da gasolina, para permitir um aumento pela Petrobras na refinaria, equilibrando o preço com o produto importado.
Com 12 refinarias, a Petrobras tem capacidade para produzir cerca de 2 milhões de barris de derivados por dia. Com os novos projetos, será possível processar mais 1,46 milhão de barris diários quando as plantas estiverem prontas.
Adaptação de refinarias
Até 2009, a Petrobras era exportadora de gasolina. Com o crescimento da economia sem aumento da capacidade de refino na mesma proporção, passou de vendedora a compradora do produto, em 2010.
A empresa conseguiu, naquele ano, aumentar a produção de gasolina e diesel com algumas adaptações nas suas refinarias, reduzindo o refino de outros derivados como nafta e óleo combustível.
"Em 2010 a gente fez trabalho nas refinarias justamente para aumentar a produção de gasolina e diesel e tivemos um aumento em torno de 42 mil barris por dia de gasolina com o mesmo hardware, trocando catalisadores, otimizando o processo. Já tivemos aumento de produção interna."
Mesmo assim, o executivo lembrou que, de janeiro a agosto, já importou a mesma quantidade de gasolina de todo o ano passado --cerca de 3,1 milhões de barris de gasolina.

Trip fecha acordo para compra com cartão corporativo


A companhia aérea Trip anunciou hoje que fechou acordo com a UATP (Universal Air Travel Plan, em português Plano Universal para Viagens Aéreas), ferramenta que permite o uso de cartões corporativos para a compra de passagens.
'Com o objetivo de atender ao crescente volume de solicitações de compra de passagens por passageiros de negócios, decidimos nos unir à UATP Network a fim de ampliar nossa participação no mercado corporativo do país', disse em nota José Mário Caprioli, presidente da Trip.
As contas da UATP são aceitas como forma de pagamento para as viagens corporativas de negócios em vários países por parte de companhias aéreas e agências de viagem.

Varejo aposta em tecnologia para crescer Karina Nappi Do Diário do Grande ABC


As grandes redes varejistas que atuam no Grande ABC apostam em inovação tecnológica para atrair mais clientes e ampliar a qualidade de seus serviços. Este é o caso do Grupo Pão de Açúcar, que expandiu seu programa de ‘Qualidade Desde a Origem’, desenvolvido para oferecer alto padrão de qualidade das frutas, legumes e verduras nos pontos de venda das bandeiras Extra, Pão de Açúcar e CompreBem.
Agora, pelo celular, o cliente pode consultar toda a cadeia de produção e distribuição dos itens que chegam às lojas. Um exemplo básico é na seção de hortifrúti, se o cliente quer saber se a fruta que está comprando utiliza agrotóxicos e/ou qual o município de sua procedência é só utilizar seu celular para consultar esta informação.
O consumidor pode realizar buscas através do código do produto (ou escanear o QR-Code da embalagem), eacessar pelo celular a página do alimento.
Mensalmente, a companhia movimenta cerca de 28 milhões de quilos de frutas, legumes e verduras nos seis centros de distribuição. Desses, 80% já estão rastreados no primeiro ano do programa. A meta é estar 100% rastreado até o fim deste semestre. O endereço eletrônico é: www.qualidadedesdeaorigem.com.br
Já a Coop inaugurou no dia 25 seu portal (www.coop.com.br), que visa ajudar os consumidores na hora de memorizar o nome da empresa e acessar sua versão digital de forma mais rápida e prática. Além disso, a rádio Coop, que os consumidores podem ouvir durante suas compras, agora está na disponível na internet.
Para atrair mais clientes, a supermercadista também abriu uma seção de dicas e receitas que são atualizadas diariamente e abriu suas páginas nas redes sociais como Facebook, Twitter e Orkut.
“Ampliamos as funcionalidades do site para deixar mais próxima a relação do cliente com a Coop. Queremos maior interatividade entre os dois, com facilidade no acesso, sendo possível inclusive utilizar a nossa página pelos dispositivos móveis, com isso já crescemos 5%”, diz Mariana Grecco, assistente de marketing da empresa.
O Extra chegou à TV digital. A marca expandiu sua atuação e oferece ainda mais comodidade aos seus clientes que passam a ter acesso a ofertas exclusivas pela televisão. A novidade ocorre graças ao StickerCenter, portal gerenciador de aplicações baseado no padrão DTVi voltada a negócios interativos.
A funcionalidade serve para as pessoas que possuem televisores integrados com a internet, assim, estes poderão ver uma oferta e comprá-la pelo controle remoto.
A adoção dessa estratégia também atende às mudanças do comportamento dos brasileiros que cada vez mais adotam diferentes canais (multicanais) para satisfazer às suas necessidades de compra. Uma pesquisa do Latin Panel indica que 52% dos lares brasileiros vão em três ou mais canais de venda.

Fórmula Truck Galeria de Sexta-feira - Buenos Aires 2011

Galeria de Sexta-feira - Buenos Aires 2011

Imagens