Total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Is "Command and Collaborate" the New Leadership Model? - Herminia Ibarra - Harvard Business Review

Is "Command and Collaborate" the New Leadership Model? - Herminia Ibarra - Harvard Business Review

Além do Banco Central, sites do Citibank, Panamericano, BMG e Febraban são atacados por Anonymous

Além do Banco Central, sites do Citibank, Panamericano, BMG e Febraban são atacados por Anonymous

Empresa quer inovação e empregado quer sobreviver

Empresa quer inovação e empregado quer sobreviver

A entrevista a Michael Porter: "Os políticos são cada vez mais duros com as empresas" - Dinheiro Vivo

A entrevista a Michael Porter: "Os políticos são cada vez mais duros com as empresas" - Dinheiro Vivo

TICKET FRETE GERA CÓDIGO PARA MONITORAR FRETE - Intelog - Inteligência em Gestão Logística - NEWS LOG - TECNOLOGIA

TICKET FRETE GERA CÓDIGO PARA MONITORAR FRETE - Intelog - Inteligência em Gestão Logística - NEWS LOG - TECNOLOGIA

Edenred Backs Partech Fund

Edenred Backs Partech Fund

A Elavon, empresa de serviços de adquirência e processamento de meios eletrônicos de pagamento, realizou sua primeira transação com cartão em território brasileiro.

são Paulo - A Elavon, empresa de serviços de adquirência e processamento de meios eletrônicos de pagamento, realizou sua primeira transação com cartão em território brasileiro. Joint venture entre Elavon Inc., subsidiária da U.S. Bankcorp, e Credicard, subsidiária do Citigroup, a empresa chega ao Brasil como futura concorrente da Cielo e da Redecard no credenciamento de cartões. é uma empresa sólida e reconhecida internacionalmente. A Elavon está presente em mais de 30 países, atuando na Europa, nos Estados Unidos, no Canadá, Porto Rico e México, com mais de 1 milhão de varejistas no mundo e 2 bilhões de transações por ano.

A primeira transação ocorreu em uma loja de presentes e utensílios domésticos localizada em São Paulo. Segundo a companhia, o fato representa o início de um período de testes de aproximadamente três meses, durante os quais a empresa aumentará o volume de estabelecimentos e operações de forma gradativa à medida que a eficiência de todo o sistema se consolide na prática.

"Após esta etapa, os próximos passos serão incentivar a migração dos clientes para a plataforma Elavon e entrar em operação comercial integral, com a busca e inclusão de novas lojas e na sequência o lançamento de novos produtos e serviços", informa a Elavon em nota.

"O principal critério para a escolha dos estabelecimentos que farão parte do piloto foi a parceria que já esta sendo construída antes mesmo da empresa estar pronta para o mercado. Escolhemos iniciar as operações com lojistas que acreditam na Elavon como uma empresa que tem um serviço diferenciado a oferecer", diz o Presidente da companhia, Antonio Castilho.

Castilho explica também que o período de testes foi planejado em três fases. Na sequência, haverá um aumento gradual para cerca de 200 pontos de venda, de forma a permitir avaliação da performance dos sistemas e possíveis ajustes, atingindo a seguir cerca de 1.000 clientes.

"Nosso início tem afinidade com os centros de consumo do país, onde estão os segmentos mais significativos em volumes de transações e para quem são direcionadas as soluções de produtos e serviços. Mas prevemos rápida expansão geográfica e nossa meta de entrada no mercado brasileiro é alcançar 15% de market share nos primeiros 5 anos de atuação", conclui Castilho.

A Redecard anunciou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de 457 milhões de reais no quarto trimestre, ante 348,7 milhões de reais em igual período de 2010.

RIO DE JANEIRO, 1 Fev (Reuters) - A Redecard anunciou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de 457 milhões de reais no quarto trimestre, ante 348,7 milhões de reais em igual período de 2010.
O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização)ajustado no período ficou em 711,4 milhões de reais, 29,6 por cento em relação ao mesmo período em 2010.ao
A previsão média de analistas consultados pela Reuters foi de 402,2 milhões de reais para a Redecard no último quarto de 2011. A estimativa de Ebitda ficou em 653,6 milhões de reais, com margem de 65,4 por cento.
Mesmo com as mudanças regulatórias implementadas em 2011 pelo governo para incentivar maior competição no setor de credenciamento, Cielo e Redecard seguiram mandando no setor como antes, mesmo após a entrada da GetNet/Santander, o que amainou as preocupações do mercado.
Com isso, as ações de ambas deram um salto no ano passado, recuperando-se das perdas do ano anterior. Cielo subiu 53,3 por cento e Redecard ganhou 49,2 por cento, num ano em que o Ibovespa tombou 18,1 por cento.
Além de conseguirem proteger market share, as companhias passaram a ser vistas como porto seguro pelos investidores que, preocupados com os efeitos da crise sobre transnacionais como Vale e CSN, migraram para ações de companhias ligadas ao mercado doméstico.
E, apesar da desaceleração da economia brasileira no segundo semestre, o setor seguiu crescendo. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Cartão de Crédito e Serviços, o faturamento dessa indústria no quarto trimestre subiu 20,9 por cento no crédito e 18,7 por cento no débito.
No entanto, alguns analistas enxergam esse cenário benigno como temporário, à medida que novas entrantes chegam. Nesta quarta-feira, a Elavon (do Citi) anunciou que fez a primeira transação no país e que quer ter 15 por cento do mercado brasileiro nos próximos cinco anos.
(Por Aluisio Pereira)

Site compara custos de cartões de crédito

Site compara custos de cartões de crédito

TI INSIDE Online - MasterCard e Visa se unem para incentivar uso de cartão com chip nos EUA

TI INSIDE Online - MasterCard e Visa se unem para incentivar uso de cartão com chip nos EUA

Dinheiro e Tecnologia - ISTOÉ Dinheiro

Dinheiro e Tecnologia - ISTOÉ Dinheiro

O que está acontecendo com o Santander? - ISTOÉ Dinheiro

O que está acontecendo com o Santander? - ISTOÉ Dinheiro

Banqueira de tirar o chapéu - ISTOÉ Dinheiro

Banqueira de tirar o chapéu - ISTOÉ Dinheiro

Um caminhão de dinheiro - ISTOÉ Dinheiro

Um caminhão de dinheiro - ISTOÉ Dinheiro