Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de março de 2013

Programa do Governo do Estado de São Paulo prevê a substituição de 1 mil caminhões que prestam serviços na zona portuária da Baixada Santista


Programa do Governo do Estado de São Paulo prevê a substituição de 1 mil caminhões que prestam serviços na zona portuária da Baixada Santista

25 de fevereiro de 2013 - segunda-feira | 15:53
O Programa de Incentivo à Renovação da Frota de Caminhões pode entregar nove caminhões, ainda este mês, para motoristas que trabalham no Porto de Santos. Os primeiros financiamentos do programa do Governo do Estado de São Paulo foram aprovados pela Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista e estão em fase final de liberação.
Os novos veículos, financiados a juros zero, substituirão caminhões com idade superior a 30 anos que circulam na zona portuária de Santos, melhorando a qualidade do ar, o trânsito da região e a vida dos caminhoneiros. A previsão do Programa é substituir os cerca de 1 mil caminhões velhos que prestam serviços na região
A taxa de juros zero do Programa é subsidiada pelo Governo do Estado desde que o pagamento seja mantido em dia. Com isso, a economia no bolso dos motoristas será em média de R$ 32 mil, valor muito acima do que eles receberiam numa eventual venda do veículo velho. Com prazo de até 8 anos para pagar e carência máxima de 6 meses, o caminhoneiro pode ter até 100% do veículo financiado.“É uma grande oportunidade para que o caminhoneiro possa comprar um caminhão novo com condições de financiamento que caibam em seu bolso e ainda aumente a sua renda. A ideia é melhorar a qualidade de vida da população e movimentar a economia da região”, diz Milton Luis de Melo Santos, presidente da Desenvolve SP.
Podem ter acesso ao programa, caminhoneiros autônomos e pessoas jurídicas enquadradas como empresários individuais que prestam serviços no Porto de Santos, limitando o financiamento a um caminhão por beneficiário, porém, é obrigatório o que os caminhões velhos sejam entregues por seus proprietários, devidamente regularizados, às empresas credenciadas e licenciadas pela CETESB. As empresas desmontarão o caminhão e inutilizarão suas peças, enviando para reciclagem ou destruindo o que não pode ser reciclado, como as peças mecânicas. O objetivo é retirar o caminhão velho definitivamente das ruas. Para saber exatamente quanto irá pagar, o caminhoneiro pode simular seu financiamento diretamente no site da Desenvolve SP (desenvolvesp.com.br) e procurar o Sindicado dos Caminhoneiros Autônomos da Baixada (Sindicam-Santos), que irá orientá-lo sobre o processo.

eduardolopes.com: Make a Stranger Believe in You

eduardolopes.com: Make a Stranger Believe in You: By anne Kreamer I recently received an e-mail sent to my business address that began with the salutation "Dear Ms. Anne," — th...